CAFÉ EXPRESSO

Outubro 21 2013

 

 

Quando se está com a cabeça pouco viva é mais difícil escrever. É claro que não é a cabeça que abranda. São as emoções que se desajeitam. As emoções são muito poderosas e é por isso que, uma vez, desajeitadas se enrolam e se sobrepõem umas às outras formando um grande nó.

 

Quando há nós é uma chatice. Uma pessoa quer puxar pela linha e ela para inapelavelmente num certo ponto. Temos que parar nós também para ficar ali a desenrolar aquilo. Assim sucede também com as emoções.

 

Esta semana no Expresso o Padre Tolentino Miranda escreveu sobre o perdão. O texto dele andava à volta da necessidade de perdoar para nosso próprio bem, entendendo que quem nos fez mal tem muitas atenuantes.  As suas fraquezas. Como nós temos. O texto era ótimo mas sem novidades.

 

Eu acredito no perdão que vem com o tempo. Com o tempo, as nossas emoções vão-se alterando e a nossa versão da realidade vai sendo mudada. Com o tempo é natural e humano acabar por perdoar. Com o tempo, perdoar não dá muito trabalho. No fundo este é o perdão do Padre Tolentino. Deve ser este, quero dizer. Teria que reler o seu texto agora para me certificar.

 

Não há nada melhor do que uma boa música e pouca gente num sítio onde quem nos serve seja invisível.  Eu cá, não tenho ouvido música nenhuma. É claro que a música do rádio ou da aparelhagem do vizinho não conta. Repito, portanto, que não tenho ouvido música nenhuma. Eu gosto do jazz dos meus discos.

 

publicado por Cat2007 às 18:12
 O que é? |  O que é? | favorito
Tags:

A saudade que eu já tinha destes post-IT's...


http://www.youtube.com/watch?v=IZTGD4KFirQ&feature=share&list=PLWjuGhja6ibkjQF6O0EZs-C7ODjUG5Dzi


Tens prá troca??


FM
Fernando a 21 de Outubro de 2013 às 20:31

Obrigada. Não tenho para a troca porque, é como disse. Não tenho ouvido o jazz dos meus discos.
Cat2007 a 22 de Outubro de 2013 às 11:22


É curioso comentar a Revista, pensei que esse não fosse o seu pitéu.
Ainda estou a pensar na coluna da semana passada, trouxe-me um guilty pleasure.
Uma saborosa fatia de romântica que ainda estou para encontrar.
Bruno a 21 de Outubro de 2013 às 21:08

Quando me vem à cabeça comento a Revista. Por acaso não li o Tolentino na semana passada. Agora tenho pena.
Cat2007 a 22 de Outubro de 2013 às 11:24


Resumindo fala de gostos e variedades nessa procura do que satisfaz o palato.
Bruno a 22 de Outubro de 2013 às 13:30


Talvez seja assim.
Cat2007 a 23 de Outubro de 2013 às 17:29

Creio que até o autor conclúi que a palavra não mata a fome.
Bruno a 23 de Outubro de 2013 às 22:22

Conclui com certeza :)
Cat2007 a 24 de Outubro de 2013 às 17:06

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"
pesquisar
 
stats
What I Am
comentários recentes
Mas a questão é que, antes de se preocuparem com o...
yah, a quantidade de construções emocionais que nã...
Sabia que fazia anos, tinham me dito, mas no meio ...
há "sinais" que não devemos negar :D
Se o tédio estiver instalado numa relação, então é...
o tédio pode estar na própria relação... ou não?
Posts mais comentados
140 comentários
122 comentários
122 comentários
106 comentários
82 comentários
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
25
26

27
28
29
30
31


blogs SAPO