CAFÉ EXPRESSO

Dezembro 14 2010

 

Era um dia do meio do segundo mês do ano. Estava frio. Encontrei-me com ela ao pé do rio. Não nos víamos há muitos meses. Quando se foi embora, eu ainda chorava um bocadinho. Comprei-lhe o presente do “Dia da mãe”. Mas ela já tinha ido. Era uma bolsa com um perfume e uma coisa para os olhos lá dentro. Tive a certeza que não ia ligar nenhuma ao objecto para a “Make up”, algumas dúvidas para o perfume e a certeza que ia adorar a bolsa. Ela adora bolsas. Parte tudo aos bocadinhos. Mas não é partir. É pôr por peças. Por isso precisa de bolsas para guardar as coisas que gosta partidas lá dentro.

 

Sei que não faz nenhuma questão de partilhar afectos ao pé do rio com vista para a ponte. É uma mulher do interior. Eu não. Nasci em Lisboa. Preciso de ver o rio. De me acalmar antes de dizer as coisas que sinto.

 

Antes de ir, alimentou-me, deu-me colo e ouviu as minhas queixas. Saiu com a certeza absoluta que eu estava bem. Sim. Já sofria muito menos. Ela teve razão em ir um dia antes do dia de receber o presente. No entanto, o coração apertou-me o peito. Culpa e desapontamento. Não dormi em casa. Não lhe vi a cara de satisfação depois de rasgar o papel e ver a bolsa.

 

Pedi-lhe este encontro para lhe fazer uma pergunta. E fiz. “Mãe, é verdade que sempre gostou mais dos manos do que de mim?”. Ela parou toda inteira num olhar incrédulo. Depois olhou para o Céu e falou com Deus. “Tu não estás bem”. Pensei que ela gostava mais dos rapazes, insisti. “Sempre quis uma menina. Um menina… que orgulho!”. Revelou-me. Tapei a cara com as mãos. Ficou o silêncio pelo tempo que lhe apeteceu ficar.

A seguir a renascer, dei-lhe a mão. “Vamos até às Amoreiras tomar um chocolate quente. Não está com frio?”. Fugimos daquela humidade calma e pacífica.

 

“Mas o que é que se passa aqui? Tanta gente. Tanta porcaria à venda!”, admirou-se ela como que acabada de acordar. “Ah, pois. É aquela treta americana do Dia de S. Valentim”, disse eu.

publicado por Cat2007 às 15:22
 O que é? |  O que é? | favorito
Tags:

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"
pesquisar
 
stats
What I Am
comentários recentes
Também não acredito nisso...se é que alguma vez ac...
Com muita calma e paciência tudo se começa! 
Mas a questão é que, antes de se preocuparem com o...
yah, a quantidade de construções emocionais que nã...
Sabia que fazia anos, tinham me dito, mas no meio ...
há "sinais" que não devemos negar :D
Posts mais comentados
140 comentários
122 comentários
122 comentários
106 comentários
82 comentários
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
16
18

19
21
23

26
28
31


blogs SAPO