CAFÉ EXPRESSO

Janeiro 12 2010

 

Estava a pensar em fidelização. Tudo e todos nos querem fidelizar. Ou seja, garantir que ficamos junto a eles pelo maior espaço de tempo possível. Quero dizer, tudo e todos que podem retirar alguma vantagem com a nossa proximidade.

 

O Holmes Place já inventou um produto chamado Top24 para obrigar os clientes a pagarem as mensalidades durante dois anos sem falhas (há casamentos que duram menos do que isto). Pelo que percebi, a mensalidade é mais baixa para quem optar por esta modalidade de pagamento. O que sucede é que as pessoas arranjam, na verdade, um empréstimo bancário e, a partir dai, pagam de certeza durante os tais dois anos. Mesmo que não metam um pé no ginásio por um único dia (embora sempre vão um mês ou dois). E, com efeito, o Holmes Place está-se "nas tintas" para isso. O que importa é que o banco com quem estabeleceram a parceria para o efeito já lhes passou a totalidade do dinheiro.  Por consequência, os clientes têm é que se haver com a instituição bancária, que nada tem a ver com as desmotivações, férias ou doenças dos sócios do ginásio. E tem os meios certos para obrigar toda a gente a pagar o que deve. Portanto, o Holmes Place esqueceu-se da principal razão para a sua própria existência. O que é sempre um absurdo. Veja-se do prisma que se quiser ver. 

 

Outra forma de fidelização é o casamento - digo imediatamente que considero que já não era sem tempo a institucionalização do casamento homossexual. Não é mais que  dar a possibilidade de escolha às pessoas, tatando-as com a dignidade e respeito que merecem no âmbito da matéria em causa. E vamos esperando que se trrate toda a gente deste modo no âmbito de todoas as matérias. Mas não me maravilha a ideia do casamento em si. É um contrato, uma situação que pode levar à fidelização. Porque é um contrato de vocação duradoura.

 

Em principio somos fieis às coisas e às pessoas que gostamos e nos fazem bem. Não há razão nenhuma para deixarmos de fazer o que é bom para nós. Nem deixar de ir aos ginásios. Nem deixar as pessoas que nos fazem felizes. Se estamos mais em baixo ou, mesmo um tanto autodestrutivos, até podemos desistir de muitas coisas boas na nossa vida. No entanto, é um direito nosso. "Lixarmos" a nossa própria existência. Ninguém tem o direito de nos fidelizar a um comportamento saudável. Somos adultos. É por isso que podemos celebrar contratos. É também por isso que podemos cometer erros. Temos o que é preciso. Ou seja, em princípio, temos maturidade e inteligência média. Logo, temos a capacidade para escolher e a liberdade que nos tem de ser garantida se vivemos num sistema democrático. Assim, temos fundamentalmente o direito a que actuem connosco com transparência para escolher em consciência. E é só.

 

Claro que muito pior é estarmos fidelizados a coisas que não nos fazem bem. O Holmes Place e o casamento continuam aqui a ser bons exemplos. Por seu lado, o HP não oferece metade do que promete e pretende muito mais de nós do que no inicio nos faz acreditar, como muita gente já sabe. Nomeadamente, deseja ardentemente que, a acrescer à mensalidade Top 24, paguemos 650€ por mês, durante um mínimo de três meses, para fazermos treino personalizado. E não nos deixarão em paz até conseguirem. Se não conseguirem, ainda assim, já nos desfizeram a paciência, pelo menos. Já os casamentos prometem a felicidade total e podem vir a ser um inferno estável a que as pessoas se habituam, ou não. Parece que a maioria de nós se habitua a estar casado. Dai a importância do direito ao divórcio. Para quem não se habitua.

 

E por falar nisto, diga-se que os homossexuais não estão a ser justos neste momento temporal quando dizem que apenas conquistaram um direito, faltando outros. Outros faltarão certamente. Mas isto é uma reforma gradual, não ideal. É assim que as reformas se devem implementar. Está provado. Quem quiser que vá ler os autores que falam sobre isto, que eu não tenho paciência para estar aqui a explicar. De qualquer forma, e como ia dizendo, os homossexuais conquistaram de uma só vez aquilo que os heterossexuais levaram séculos a conseguir. O direito ao casamento e ao divórcio (o casamento foi inventado no século XI pela Igreja, enquanto que e o divórcio apareceu em Portugal com a reforma de 1966 implementada pelos politicos). Nada mau, para começar, portanto. Passe a ironia, claro. Actualmente, as coisas acontecem mais depressa, como sabemos. E isto pode ser bom em muitas coisas.  

 

Em resumo, a fidelização é algo de absolutamente lamentável se é feito pelo lado de quem está a oferecer bens e serviços. Seja de que espécie forem (sexo, por exemplo pode ser um bem ou um serviço, dependendo das circunstâncias. No âmbito de um casamento é, em princípio, um bem. Porém, nunca se sabe. Já sexo no ginásio, a acontecer, pode ser a mesma coisa. Ou uma coisa ou outra, quero dizer: um bem ou um serviço).

 

Eu cá sou fiel à Amália porque sou eu quem a procura nos discos, nos filmes, documentários e exposições. Ela não me obriga nada. Nem obrigaria, ainda que estivesse viva no sentido material do termo. Posso parar, por exemplo, o disco na hora de quiser. Mesmo que faltem mais de metade das faixas para ouvir. Não há consequências. E volto lá sempre com muito prazer. Estou fidelizada pelo lado certo. O lado de quem gosta e pode apreciar livremente. Assim sendo, a fidelização pelo lado certo, pelo desejo e impulso pessoal não tem nada de lamentável. É do melhor que há. Para todos os envolvidos e interessados. E mais, acredito que somos fieis a tudo o que nos faz sentir incontronavelmente bem e também ao que é incontestavelmente bom. Só se não estivermos muito bem da cabeça, que é como quem diz, das emoções. Ou só se não tivermos o gosto educado para certas coisas, que é como quem diz, se não temos muita cultura básica e a sensibilidade bem educada.

 

publicado por Cat2007 às 13:20
 O que é? |  O que é? | favorito
Tags:

“Só se não estivermos muito bem da cabeça, que é como quem diz, das emoções. Ou só se não tivermos o gosto educado para certas coisas, que é como quem diz, se não temos muita cultura básica e a sensibilidade bem-educada.”

A fidelização é normalmente confundida com a satisfação do cliente. Tratando-se por isso de um “negócio”! É um relacionamento de longo prazo, independentemente da satisfação que pode ser ou não conseguida!
Por isso existe a concorrência! Outros ginásios – no caso do Holmes Place, outros/as amantes ou divórcios, no caso do casamento…

Convém por isso conhecer integralmente todos os pormenores e características, as necessidades e desejos de forma a encontrar e estabelecer um elo de confiança e relacionamento… Até mesmo de afecto! De maneira a por de parte qualquer possibilidade à concorrência, ou seja, à necessidade ou eventualidade de “desfidelização”!

Infelizmente a vida é um processo de constante recomeços… do zero… Infelizmente, ou, felizmente… Dependendo da situação, como é óbvio!

E fidelização é a capacidade de tornar as coisas ou pessoas fiéis ao produto, marca ou serviço (ou pessoa).

Por alguma razão Cuba continua a ser governada por um Fidel… Pois nem sempre se tem a possibilidade de escolha!

Por alguma razão eu jamais me inscreveria numa instituição que visa não mais que o negócio a todo o custo, como é o caso do Holmes Place! Primeiro que nunca vou em modas! Depois porque é uma escolha quase que impingida! Mas principalmente porque raramente as piscinas deles não são mais que meros tanques de aprendizagem… Além do preço exorbitante, a fidelização a que obrigam e pelos vistos agora propõem (sim, porque ali nada é impingido(!!!) todos os funcionários tem o doutoramento do sorriso a tempo inteiro!!!) mas porque além de tudo isso ainda consegue ser uma academia de passagem de modelos! Ora é o equipamento Susana Gateiro para a aula de RPM, ora agora troca-se e veste-se a cor do Body Balance, ora Body Pump, etc etc etc…
Sei do que falo porque as várias vezes que utilizei o Holmes Place, e já foram muitas, foram, ora ofertas ora convites, só e apenas de forma gratuita! Em que de facto era espantoso o desfilar de equipamentos e a perseguição dos meninos e meninas da farda, todos sorriso pepsodente a tentar vender PT´s.
Depois ainda há ainda aqueles e aquelas que andam à procura de “limpar” os olhos e ver as “estrelas” que por lá se passeiam! Outros ainda que apenas os usam para os engates que tão famosos já se tornaram!

E agora passando directamente à fidelização… Sermos fies a nós próprios implica sermos fiéis às nossas convicções! Daí que as nossas escolhas possam cair ou não nas fidelizações obrigatórias ou opcionais! É tudo ainda uma questão de opção! Raramente temos de nos deixar obrigar a fidelizar a coisa alguma! Não falando claro, nos fundamentalistas, tanto religiosos, como clubistas ou partidários!

E tal como em tudo que é bom… Foi bom enquanto durou!
Anónimo a 12 de Janeiro de 2010 às 16:51

Fantástico comentário. Muito obrigada por ter vindo aqui.
Cat2007 a 12 de Janeiro de 2010 às 17:05

Boom....
Sem palavras. Gostei de ambos.
Obrigada.
Sara a 12 de Janeiro de 2010 às 22:11

Gostaste de ambos? Do post e do comentário, é isso?
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 09:26

Sim, exactamete. Gostei muito do Post e do comentário.
Ontem cheguei a casa com a cabeça em água por motivos variados e fez-me bem ler tanto o teu Post como o comentásio. Muito bons ambos, em separado e perfeitos em conjunto (na minha modesta opinião).
Não vou comentar conteudos, pois não faz qualquer sentido.
Sara a 13 de Janeiro de 2010 às 10:03

Ah, bom! Afinal não me enganei. Era mesmo do post que estavas a falar. Como disse, gostei mesmo muito do comentário. O post, como é meu, não sei dizer. Mas também achei que o comentário vinha dar alguma consistência ao post. Beijo, querida amiga
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 13:33

Beijoca.
Sara a 13 de Janeiro de 2010 às 13:37

Outra. Beijoca. Claro.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 14:08

Isto está a virar um chat lento e desorganizado!
lolololol :D
Vou-me a correr.
Beijos
Sara a 13 de Janeiro de 2010 às 14:11

É verdade, mais valia termos organizado logo uma discussão. Bom dia de trabalho. Beijos.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 14:17

Ah! Desculpa o egocentrismo. Já percebi do que gostaste. Também gostei.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 09:30

Egocentrismo, porquê?!?! :S
Não foi egocentrismo nenhum... e se tivesse sido era com direitos plenos, para tal! ;)
Beijoca
Sara a 13 de Janeiro de 2010 às 10:04

Não reparaste que achei que estavas a falar de rádios on line?
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 13:34

... tiveste um momento de insegurança....
E sim reparei, mas achei que não faria sentido no contexto geral.
mas garanto-te que o post foi uma benção para mim ontem... nem imaginas os dialogos (ou monólogos)que estive a ter ontem durante 6 horas.
E no topo ainda tinha tido uma situação menos agradável, sobre um assunto que me andava a preocupar.
Partes positivas:
- o Post põs-me o Cerebro a funcionar outra vez
- O confronto deu-me genica para me atirar às coisas de que preciso
E como resultado tive uma noite e manhã muitssimo produtivas!!! :)
Tou a ficar viciada no Blog.... lá vou eu ter de fazer uma desentoxicação outra vez.... sigh
Sara a 13 de Janeiro de 2010 às 13:43

Não te desintoxiques, please. Que paranóia, também! Porque nãio havemos de estar viciados em coisas inofensivas e agardáveis? Fazes-me falta aqui. Gosto de te ver por cá.
Por outro lado, tive um momento de insegurança? Se fosse apenas um, era só rir. O post foi uma benção? Distraiu-te de u8m dia monótono, ao que julgo entender. Que bom! Temos que agradecer ao colaborador anónimo.
Resolveste o assunto que te andava a preocupar? Que maravilha, o post meteu a tua cabeça a funcionar outra vez. Agradeçamos, então de novo, ao nosso colaborador anónimo.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 13:54

O Dia não foi de facto Monótono. A Letra da Canção que esta a passar é que é (I want to live in Ibiza...).
O dia foi relativamente atribulado, a minha paciência é que é curta....
Sim devo agradecer-te a ti e ao colaborador anónimo.
Se um dia começar a confessar-me via blog, não de admires. EStás avisada! ;D
Sara a 13 de Janeiro de 2010 às 14:00

Exstou à espera desse dia. Força! Estava a dar essa música sim. Também atentei nisso. Se quiseres um espaço para escrever posts aqui, é só dizeres, eu abro-tre um. Posso. Sou dona do blog.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 14:02

Gosto mais de comentar os teus... e de qualquer forma pelo caminho acabo sempre a demonstrar a minha opinião pessoal e perspectiva emocional. Como tal se não importas perfiro permanecer como uma visita mais ou menos constante no teu espaço.
Tou as manhas todas sozinha a puxar pela cabeça... vivo sozinha... durmo sozinha. A interacção com alguém pensante e comunicante faz-me bem. E o confronto de ideias também.
Beijoca gorda, minha amiga. :)
Sara a 14 de Janeiro de 2010 às 00:42

Piois, temos direito a ser egocêntricos, não é? Não sei porque sou sempre tão dura comigo própria.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 13:59

É a culpa católica!!!! LOLOLOLOLOL :D
Sara a 13 de Janeiro de 2010 às 14:02

Também é, também é, dear friend.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 14:03

Sem querer comentar o seu comentário, apetece-me comentar, informando, que também já fui sócia do HP. Portanto a sua opinião é certeira. É mesmo no alvo. Agora, também não era preciso chamar "estrelas" a umas pessoas levemente conhecidas que frequentam os clubes HP. É por uma questão de respeita às estrelas... do Céu. Beiojs.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 13:48

Respeito todas as estrelas do céu e da Terra!!! Mas paciência para passagem de modelos nas Aulas do Holmes Place , sinceramente, não tenho! Não me referia a estrelas - Estrelas... Mas na minha humilde opinião há muito boa gente que tem de estar "propriamente" equipada (as que vão em modas...) mesmo que em termos físicos e não invistam tanto! Para quê um grande carro se não se tem mãos para conduzi-lo... Para quê uma grande bicicleta se não tem pernas para ela? E não, nunca fui sócia do Holmes Place !!! Nem serei! E já agora não sou anónimo, sou anónima! Mas estou a gostar de me "meter"... Beijos
Anónimo a 13 de Janeiro de 2010 às 14:36

LOL, anínima! Meta-se sempre que lhe apetecer. Concordo com quase tudo o que diz. Além de que me diverte imenso. Grande beijo.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 14:44

Hum... Divirto-te?
Anónimo a 13 de Janeiro de 2010 às 15:26

Yes, for sure.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 15:29

... "Concordo com quase tudo o que diz"...

Quase tudo? Eu a pensar que concordavas com tudo mesmo!!!!
Então temos discordâncias??? Isso é pretexto para novas "discussões"!!!!
Anónimo a 13 de Janeiro de 2010 às 15:35

Pois claro. Não se pode concordar com tudo assim à partida, cegamente. Temos que discutir.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 17:09

Podes ter o prazer de começar!
Anónimo a 13 de Janeiro de 2010 às 17:25

Se fosse a si não puxava muito. Ela adora um bom confronto! ;)

E o pior é que é muito boa nisso! Tem uma argumentação bem articulada, geralmente e com charme (o que é raro encontar). Um perigo. :)

Sara a 14 de Janeiro de 2010 às 00:32

Obrigada, pelos elogios e... pelas criticas, querida Sara.
Cat2007 a 14 de Janeiro de 2010 às 10:15

Eu acho piada a estas tuas caracteristicas. Não tinha um tom negativo quando escrevi, linda.
Beijoca
Sara a 14 de Janeiro de 2010 às 10:20

I Know, babe
Cat2007 a 14 de Janeiro de 2010 às 13:30

Não posso porque não tenho motivos para tal. Não se pode começar assim a discutir sem mais nem menos, não acha?
Cat2007 a 14 de Janeiro de 2010 às 10:13

Boa tarde!
Eu sei, por experiência, que em certas profissões (e em certas pessoas) o poder de argumentação é tal que posso até dizer (sem ofender) que se aproxime do prazer de um orgasmo!
Há quem se pele por uma boa discussão para poder expor e defender os seus argumentos!
E admiro muito quem o faz e faz bem... Mesmo podendo não concordar e acabar convencida (o que duvido muito)!
E longe de mim querer "discutir"...
Gosto sim de conversar, de poder comentar ou simplesmente usar as palavras mesmo que de forma visual!
Anónimo a 14 de Janeiro de 2010 às 15:37

Bom, mas se como a Sara diz, ela é muito boa no seu poder de argumentação, na sua articulação e ainda por cima no seu charme de complemento... Hum, então fico ansiosamente à espera de mais posts!!!
Do... Perigo, portanto!
Até breve!
Anónimo a 14 de Janeiro de 2010 às 17:26

Desculpe intrometer-me na sua conversa com a Sara. Mas, uma vez que se fala da minha pessoa, tenho que dizer que, talvez lamentavelmente, não sou minimamente perigosa.
Cat2007 a 14 de Janeiro de 2010 às 17:33

Desculpa mas esta conversa não comigo querida amiga. É contigo.
Quem se intrometeu fui eu. Mas bato imediatamente em retirada.
Beijocas
Sara a 14 de Janeiro de 2010 às 20:24

Não me parece nada. E lá vens tu com essa pancada enorme de bater sempre em retirada. Beijo
Cat2007 a 15 de Janeiro de 2010 às 10:34

É para vêr se me perseguem.
Se me perseguirem óptimo! Se não, é porque bater em retirada era a atitude certa! lollololol :D
Sara a 15 de Janeiro de 2010 às 12:24

Portanto, também tiveste um momento de insegurança.
Cat2007 a 15 de Janeiro de 2010 às 16:05

Aiiiiiii!!!!! Tenho momentos de insegurança variados de facto. Mas este não foi um deles.

ESte foi um momento de lucidez, seguida de boa disposição.

beijos
Sara a 15 de Janeiro de 2010 às 22:05

Eu acho que os momentos de insegurança, têm sempre na base alguma lucidez. Mesmo que o inseguro esteja enganado.
Cat2007 a 18 de Janeiro de 2010 às 08:59

:S Nitidamente não concordamos quanto a este assunto, neste momento.
Paciência.
Beijo
Sara a 18 de Janeiro de 2010 às 10:21

Também se concor´dássemos em tudo era uma grande chatice.
Cat2007 a 19 de Janeiro de 2010 às 09:37

concordamos mais uma vez.... sigh....
Sara a 19 de Janeiro de 2010 às 09:54

Na verdade, e como sabemos, concordamos em muitas coisas que, do meu ponto de vista são importantissimas. Deve ser por isso que somos amigas. Ah! Já fui ao Gym. Não gostei das condições. Já tenho outro na cabeça. Thanks anyway.
Cat2007 a 19 de Janeiro de 2010 às 10:02

Sim, imaginei que não fosses gostar.
Sara a 19 de Janeiro de 2010 às 10:06

Sabes... quanto ao concordarmos com imensas coisas importantes.... devo-te confessar que o que gosto em ti (para além da tua capacidade de falar e dissertar intermenavelmente sobre um assunto, ter uma escuta activa, ter boa capacidade de encaixe, seres flexivel, entre outras) é exactamente o quanto és diferente de mim em termos de forma de raciocinio e processo emocional.

Tenho de ir buscar Nesquik, para sobreviver esta manhã!!!
Sara a 19 de Janeiro de 2010 às 10:48

Olha, para já, Nesquik é o que eu uso exclusivamente para dar graça aos copos de leite. Depois, eu falava de valores. Não da forma de raciocinio e dos processos emocionais individuais.
Cat2007 a 19 de Janeiro de 2010 às 11:18

Nesse caso os mes copos de leite são todos cheios de graça! Com mesmo muita na realidade!

Eu hoje estou do contra! Só estou boa ou para falar M.... ou para se discutir com.
Sara a 19 de Janeiro de 2010 às 11:23

Não sei se já reparaste, mas é evidente que é um bocadinho temperamental.
Cat2007 a 19 de Janeiro de 2010 às 11:29

Claro que é!!! Nunca me assumi como não sendo!
Sara a 19 de Janeiro de 2010 às 11:31

Mas também nunca te assumiste expressamente. E isso é necessário para pessoas que possam ser um tanto obtusas.
Cat2007 a 19 de Janeiro de 2010 às 11:48

Não percebi nada!!!!!

Achas que isto é obtuso o suficiente? :0

Sara a 19 de Janeiro de 2010 às 11:51

Acho que é obtuso o suficiente, sim senhora.
Cat2007 a 19 de Janeiro de 2010 às 17:29

Não sei porque imaginaste. E, a propósito da tua imaginação, acho que estamos conversadas, certo?
Cat2007 a 19 de Janeiro de 2010 às 11:21

De que falas tu agora?!?! :S
Sara a 19 de Janeiro de 2010 às 11:25

Os trangenders dizem-te alguma coisa? É que a mim, não muito. Apenas que morro de pena. E tenho muita pena por dizer isto. Lamento.
Cat2007 a 19 de Janeiro de 2010 às 11:30

Esclarecidissimas, como sabes!
Mas se quiseres continuar a bater no ceguinho estás no teu direito!

Beijos
Sara a 19 de Janeiro de 2010 às 11:35

Nem pensar!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Cat2007 a 19 de Janeiro de 2010 às 11:46

Boa tarde. Certamente. Na verdade, gosto imenso de falar. Falo horrores. Tanto, que é quase necessário chamar a polícia para me calarem. Adoro desenvolver raciocinios por ideias associadas. Isto dá-me prazer por si só. Mas não só. Também pretendo chegar a algum lado, designadamente aprender. Dai, conversar. Não monologar. Para mim, é importante. Acrescentio, ainda, que tenho muito prazer em rebater, mas também aprecio que me rebatam as ideias. É o tal processo de aprender. Portanto, e em suma, não sou arrogante. Antes pelo contrário.
Cat2007 a 14 de Janeiro de 2010 às 17:40

Pena... Que em deliro com perigosas e arrogantes!!!
Anónimo a 14 de Janeiro de 2010 às 18:02

Corrijo: Pena... Que eu deliro com perigosas e arrogantes!
Anónimo a 14 de Janeiro de 2010 às 18:04

Pois lamento desiludir.
Cat2007 a 15 de Janeiro de 2010 às 10:29

Soopasoul Brand Nu
www.youtube.com
Anónimo a 12 de Janeiro de 2010 às 22:24

Muio bom!!!! Quem são?
Sara a 12 de Janeiro de 2010 às 23:06

Vou ver. Just a Sec. Ah! Gostei imenso! Obrigada.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 09:29

É que a RFM não é definitivamente uma rádio lá muito interessante...
Anónimo a 13 de Janeiro de 2010 às 12:16

Mas o que sugeriu ontem definitivamente é!

http://www.soopasoul.com/

Sara a 13 de Janeiro de 2010 às 12:36

Por isso mesmo, e como alternativa! E em caso de necessidade mais virão por sugestão!
Anónimo a 13 de Janeiro de 2010 às 12:38

:) Obrigada!
Sempre bom conhecer coisas novas.
Sara a 13 de Janeiro de 2010 às 12:40

É pena que a soopasoul não tenha um método para se meter nos blogs das pessoas. Se conhecer alguma decente, e com essa funcionalidade disponível, peço-lhe que me informe. Obrigada. Beijinho.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 13:36

Obrigada pela sugestão. Tem razão. A RFM não é exactamente a rádio ideal . Mas tem coisas que eu gosto. Para dizer a verdade, pessoalmente prefiro a Rádio Marginal. No entanto, o que me apetecia era meter aqui qualquer coisa a tocar. E como sou um tanto preguiçosa , meti logo o que estava mais à mão. E assim vai ficar até ter paciência para fazer uma troca. De qualquer modo, para quem vem ao blog e não tem pachorra para o que está a tocar, pode sempre utilizar o botão de Stop, e é o silêncio. Também uso este método. Beijinhos
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 13:28

De facto, actualmente não posso apontar uma rádio ideal! Gosto da Oxigénio mas tem momentos péssimos e agora falam demais! Por isso sempre que achar oportuno mandarei sugestões, espontaneamente!!! Ok? A preguiça é um mal de muita boa gente... Bjs
Anónimo a 13 de Janeiro de 2010 às 13:42

Thank, anónimo.
Cat2007 a 13 de Janeiro de 2010 às 13:55

Mas aqueles senhores são espertos (reparem que não os chamei de inteligentes)... mas não deixam colocar testemunhos nos seus sites sem colocar lá o nº de sócio...que eu claro que não sei, não é? Entreguei o cartão
Ora Bolas!
O meu testemunho, não poderia ser pior...Lamentavelmente detestei o conceito deste ginásio, deixando muito a desejar!
Começou logo pelo acesso ao ginásio, quase com "arma" apontada para me inscrever...assinei num espaço de um mês uns 3 contratos sem me facultarem nenhuma cópia, os colaboradores a desculparem-se sempre com outros colaboradores pelo sua falta de empenho e de profissionalismo...o que para mim é falta de ética! Tambem tive aquela pressão do 1 ano OBRIGATÓRIO...mas só depois!
Não compreendo como é que um ginásio, que deverá para a pessoa relaxar, tem como principal acesso às aulas umas senhas tipo charcutaria...quem chega 1º é servido...os que não conseguiram obter senha, toca de fazer outra aula qualquer mesmo que não se goste.
Outra das coisas que me deixaram a minha pessoa completamente lixada é o facto de os balneários estarem em obras e termos filas intermináveis para o banho.
Enfim, ginásio que se preze tem que ter pessoas qualificadas para dar aulas e ali não me parece que tenham qualifações académicas para isso.
Da minha parte e daquilo que eu poder divulgar, fiquem descansados exmos. srs. que não receberão nenhum "freguês" (esta é a conotação com a qual me fizerem identificar aí na vossa barraca)
Bem haja e uma Santa Páscoa
 
M a 19 de Abril de 2011 às 16:13

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"
pesquisar
 
stats
What I Am
comentários recentes
Duas situações recentes... Lamento muito. Espero q...
Como te compreendo!Eu costumo dizer que algo se qu...
Sim. Acredito.Beijo.
Não podia concordar mais. Infelizmente padeço dess...
Eu esforço-me por não ser-
sim...no mais , é mais isso. com sorte, seremos nó...
Posts mais comentados
140 comentários
122 comentários
122 comentários
106 comentários
82 comentários
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


blogs SAPO