CAFÉ EXPRESSO

Maio 11 2010

 

  

 

 

"Something in the way she moves...". Isto é dos Beatles, mas eu pretendo ignorar o facto. As músicas dos Beatles que eu adoro, nunca gosto quando são eles a cantar. É assim. Para mim, claro. Para os demais, é como os demais quiserem.

 

Por outro lado, o Tony Bennett canta isto, o "Something", como ninguém canta para mim. Não meti a vírgula de propósito. Podia ter escrito: o Tony Bennett canta isto, o "Something", como ninguém canta, para mim. Mas, se tivesse feito assim, não significaria que ele canta para mim. E era isso que eu queria dizer.

 

E porque cantará ele para mim? Em primeiro lugar, porque eu sinto assim. Em princípio, podemos sentir as coisas mais diversas. Aliás, não podemos sentir. Por definição, os sentimentos não podem ser impostos. Embora sempre possam ser provocados. Mas isso é outra coisa. Assim, é melhor dizer: uma pessoa sente as coisas mais diversas. No caso, e sublinhando, sinto que o Tony Bennett canta o "Something" para mim. Além do mais, também considero isto perfeitamente natural porque, quando ouço música mesmo a sério, nunca está ninguém comigo. Portanto, toca o "Something", e só estou lá eu. Logo, só pode ser para mim. Isto tem lógica. Não tem? Claro que tem.

 

Tenho de dizer que não há nada pior do que ir passando na vida por várias vidas, e ir deixando um livro aqui, um disco ali... Não posso com isto! E acontece-me, mesmo assim. É péssimo!

 

Tenho a Shirley Bassey a cantar o "Something", mas não é a mesma coisa. A mulher não canta o "Something" para mim. Creio que já escrevi por aqui que a Bassey só canta superiormente duas musicas. Uma delas chama-se "The greatest performance of my life". E não por acaso, a outra não me ocorre agora. Mas  ninguém mais devia poder cantar "The greatest performance of my life". Isto, se o mundo fosse feito à minha medida.

 

Porém, o que importa é que o meu disco do Tony Bennett com o "Something" ficou em algum lado há muito tempo. De vez em quando, lembrava-me disto. Do "Something" só para mim. E doía-me. A perda. Eu sou assim com os livros e os discos, também com a cola zero e o chocolate preto, embora noutro registo, claro, e com a roupa, ainda noutro plano.

 

Pronto já tenho o Tony Bennett a cantar o "Something" para mim de novo. Entretanto, passei a musica para o Iphone! Agora ouço sempre que quiser. Sempre que estiver sozinha.

 

Gosto de estar sozinha. O que é muito diferente de estar só, como se sabe. Só, não. Não gosto de me sentir só. E só em raros momentos da vida tal me sucedeu. É verdade: não há muito muito tempo, cheguei a sentir-me realmente só. Agora não. Paro já aqui para detectar um disparate. O disparate do "não gosto de estar só". Mas alguém gosta? Bem. Vou fazer uma pausa..............Pausa terminada. Prosseguindo, importa não confundir a tristeza com solidão e a expectativa com abandono. Solidão e abandono poderão ser sinónimos, se quisermos. Tristeza e expectativa, também. Mas, definitivamente, a dor, na maior parte dos casos, não é um sintoma de solidão. E, muitas vezes, é um sinal inequívoco de crescimento. Se for possível contornar com êxito o "síndroma de Peter Pan", chega-se ao ponto em que se percebe que crescer é bom. Essencialmente porque dá muito jeito. No fundo aprende-se a pôr convenientemente em prática aquele verso do Jorge Aragão "Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima". E compreende-se muito melhor porque é que o Micheal Bublé anda a repetir o Sinatra quando canta o "That's Life". 

 

Neste momento estou a ouvir o "Brass in pocket" dos Pretenders. Gosto do refrão. Gosto realmente muito do refrão. Vejamos: "I´m gonna use my arms/ i'm gonna use my legs/ I'm gonna use my style/ I'm gonna use my fingers/ I'm gonna use my my my imagination/ Cause i'm gonna make you see/ There's no one here/ no one like me/I'm special/so special...". Não que eu própria me sinta especial no sentido mais imediato do termo. Antes, pelo contrário. Sei perfeitamente que não existem pessoas especiais, em termos objectivos. Somente dentro de perspectivas subjectivas. A musica é "up". Musica e letra. Pela energia da musica e letra. Pelo poder da voz daquela mulher também. Contudo, no sentido mais mediato e subjectivo do termo, ou seja nos termos da letra, i'm special. Disto não tenho dúvidas.

 

Agora vou falar no "Smile". Porque é o título muito propositado que eu escolhi. E deixei ali em cima no sítio próprio. Pois também recolhi o "Smile" para o Itelefone. Vou deixar aqui um bocadinho da letra. Só para que tudo, afinal de contas, faça sentido. Porém, antes, devo dizer que não sinto tanto que esta musica seja cantada para mim pelo Bennett. Há quem o faça muito melhor do que ele, designadamente o Sinatra. Portanto, o "Smile": "Simile though your heart is aching / Smile even though it's breaking ... Smile and maybe tomorrow / You'll see the sun come shining through for you...".

 

Devo referir que fiz esta descoberta fantástica. O Ipod do Iphone. Sempre lá esteve, como todos sabemos. Eu... bem, eu nunca tratei do caso devidamente. Queria, mas não tinha tempo, e tal. Eu nunca tenho tempo, e tal. Agora, com o bocadinho de tempo que não tinha, e tal. Fiz algumas coisas com interesse. Para mim, obviamente. Pois  ripei CD's meus e pesquisei música na internet. Encontrei! Verdadeiras surpresas. Não nos meus CD's, claro. A maior e melhor de todas, de todas as surpresas, tenho de dizer isto... foi a própria Lady Gaga. Exacto! Digo isto em choque ainda. Porém... a versão acústica do "Poker face" é something! Ela canta muito. Nada a fazer. Depois, há uma outra música... "Again, again", que começa assim: "You gotta gotta a lot of nerv coming here". Vale a pena ouvir. E não vale a pena dizer mais nada. 

 

Também enchi a aparelhagem do itelefone com a Nelly Furtado. Gosto dela. Muito. Sem surpresas. É linda de um bom gosto (divino?) raro. Tem um talento especialíssimo para compor. E uma voz ma-ra-vi-lho-sa! Haverá uma montanha de gente a discordar de mim. Certamente. E depois? Já passei essa fase. Agora estou mais numa de "Manos al aire".

 

Musica. Essencialmente, é do que tenho estado a falar. Ou talvez não. Talvez não. Por outro lado, sim. Há umas coisas que não se desenvolvem bem sem outras.

 

De qualquer forma, e para o que importa, eu e os auscultadores estamos inseparáveis. Mesmo durante as horas de trabalho. Diria mais, especialmente durante as horas de trabalho. E não é que o trabalho está a correr muito melhor? Outra descoberta!

 

No mais, estou de auscultadores neste momento também. É bom estar sozinha com esta companhia toda.

publicado por Cat2007 às 19:12
 O que é? |  O que é? | favorito
Tags:

Fico contente por ler este post. :)
Sara a 11 de Maio de 2010 às 23:43

Why?

POrque pareces bem e em paz contigo propria.
Sara a 12 de Maio de 2010 às 00:16

Em paz comigos estou. Era mesmo o que me faltava andar a bater em mim própriia neste exacto momento da inha vida.

:)
Sara a 12 de Maio de 2010 às 07:44

Exacto, smile!

Sabes últimamente tenho tido muitas razões para sorrir... hoje já tive montes de razões para sorrir, e nos ultimos dias e nas ultimas semanas... e quando estamos bem, positivos atraimos coisas boas e positivas. :)
Sara a 12 de Maio de 2010 às 11:28

Nisso acredito. Na energia. É possível estar triste a, mesmo assim, atrair energias positivas? Fica a questão. Pessoalmente, interessa-me

Na minnha modesta opiniao de livro de auto ajuda, estar triste é diferente de estar negativo. Podemos estar tristes, mas olharmos e encararmos as coisas de forma positiva.....
Posso fazer um relambório de opiniões pessoais sobre o assunto, mas como não gostas de livros de auto ajuda, limito-.me à resposta mais básica. ;)
Sua trólóló!!!
Sara a 12 de Maio de 2010 às 22:24

Mas é uma resposta que me anima. Portanto, obrigada. Quanto aos livros de autoajuda, não é demais sublinhar: RIDICULOS

Estás a dizer que sou ridicula? :D

Depois de me teres chamado livro de auto ajuda e de teres sublinhado que são ridiculos.....
hmmm

:) em vulgo português diria que te estás a esticar... :) (brincadeira, claro)
Sara a 12 de Maio de 2010 às 22:40

Não estou nada a dizer que és ridicula. Cmpreendeste perfeitamente. Ora!
Cat2007 a 13 de Maio de 2010 às 01:09

:) beijinhos
Sara a 13 de Maio de 2010 às 07:11

Mas o que é isto, mulher? Um comentário a mandar beijinhos? Lol.
Cat2007 a 13 de Maio de 2010 às 15:21

Tu e o mulher....
estava a provocar com as maravilhosas associações que fiz.... e o beijinhos... olha saiu... podia ter saido outra coisa qualquer... mas beijinhos é agradavel e educado. Não achas?
Sara a 13 de Maio de 2010 às 20:39

Acho, acho. Está muito bem. Lol
Cat2007 a 13 de Maio de 2010 às 21:06

ainda bem. :)
Sara a 13 de Maio de 2010 às 21:57

Devo ser redundante agora? LoooooooooooooooL!
Cat2007 a 14 de Maio de 2010 às 14:45

Não... podes falar do lindo dia que está lá fora ou de qualquer outro assunto banal. :)
Estou outra vez estouradissima... 5 dias fora vão-me fazer lindamente.´
È verdade, como minha amiga deves saber que na segunda feira este touro cumpre 36 aninhos (mas vou estar incontactável e fora do País) ;)
Sara a 14 de Maio de 2010 às 20:45

Mas falar do lindo dia que está lá fora em post ou mesmo aqui nos comentários? Acho que sou capaz por qualquer dos meios. Desde que te passe o estouro, eu alinho. Tudo por solidariedade.
5 dias fora... Também quero. Muito mais do que 5 dias. Não, não sabia que esse Touro fazia anos na segnda. Mas isso é porque eu sou péssima para aniversários. Inclusivamente para o meu.
Fora do pais... também quero. Mas muito mais do que fora do país, talvez fora do planeta. Um beijinho.
Cat2007 a 14 de Maio de 2010 às 21:11

Mais exactamente em Subotica na Serbia.
Devo-te dizer que isto não é nada do que eu esperava (a cidade).... Depois conto-te.
Sara a 15 de Maio de 2010 às 23:54

Hum! Suspeito que não gostas.
Cat2007 a 16 de Maio de 2010 às 02:01

Porquê?! Eu passo a explicar:
Meti-me onte à tarde num avião para Budapeste. A viagem correu como de costume. De inicio meia sonolenta, a cabecear depois gosto sempre de comer os enlatados que nos põem à frt (acho que gosto do exercicio de como manter o tabuleiro arrumado de forma a conseguir comer e como deixar as caixinhas vazias para as poder encaixar umas nas outras). Como me esqueci de trazer um livro (tb me esqueci do cachecol e do guarda chuva) li a revista de TAP de ponta a ponta. Lembrei-me que não tinha verificado qual era a diferença horaria (sabia que no Kosovo e Macedonia é mais 1 hora e na Grecia mais duas). O avião começa a descer, saio, apanho a mala (não sem antes fazer uma vistoria no wc do aeroporto).
À saida tenho um senhor não muito diferente daqueles que ficam no banco de jardim ai de casa, com um letreiro na mão com o meu nome. Cumprimento-o com um aperto de mão e reparo que fala com um rapaz mais novo com um aspecto parecido. Carrego todas as minhas coisas até a uma minivan. deposito-as lá entro no carro e apercebo-me que alem de extremamente sérios (quase carrancudos) não parece que falem inglês. Descobro que a viagem vai demorar 2 horas e ai vou eu em autoestradas hungaras, com dois perfeitos desconhecidos num carro. A radio estava ligada e o que passava era inacreditavel: Michael Jackson, Rick Astley, Colt, Boy jorge, Cindy lauper... tinha voltado aos anos 80... nem queria acreditar,,,, ambos os meus guardadores tinham o cabelo cortado com maquina e ambos usavam casaco de fato de treino... na realidade o mais novo estava vestido com fato de treino.
A viagem decorreu e finalmente chegamos à fronteira com a Serbia. Filas longas e demoradas... coscuvelharam-me o passaporte todo. Fizeram perguntas sobre os carimbos da macedonias e do kosovo e lá fomos nos.
De repente mudam de estação, e fica a tocar um genero de chillout, lounge ou outra palavra qualquer do genero. Cheguei a Subotica. Limpo, cheio de gente nova e bem vestida, restaurante coim musica porreira.
o resto ainda não vi.
Sara a 16 de Maio de 2010 às 07:47

Ri-me tanto, mas tanto. A viagem hungar é espetacular! Anos oitenta, Rick Ashley, fatos de treino, autestrada... tudo. Loooooooool. E, por fim, Sobotica é aparentemente um paraíso. Nice.
Cat2007 a 16 de Maio de 2010 às 15:05

Ainda bem que gostaste. :)
Tinha planeado visitar a cidade, pois estou com bastante tempo morto hoje, mas infelizmente o tempo lá fora está tão terrivel.... sai hoje de manhã durante 1h30 / 2h00 e voltei encharcada até aos ossos e a começar a sentir dores de garganta. Entre vêr a cidade hoje no meio da chuva, arriscando-me a ficar doente, e aproveitar para por o sono em dia e manter-me saudavel, encatrafiada no hotel (ainda por cima ao domingo a cidade fecha/para toda) escolhi a segunda. Logo tenho a abertura oficial do Festival e quero estar a 200% para sorrir imenso, falar imenso, apresentar imenso, discutir imenso e estar imensamente empatica. :)
Sara a 16 de Maio de 2010 às 17:03

Tudo o que me faz rir, eu adoro. E como disse, ri-me à séria.
Por outro lado, pretendes estar logos "imensamente simpática"? E isso vai ser para quantas pessoas? Não esarás a ser um bocadinho exigente contigo? Vê lá não fiques doente.
Cat2007 a 16 de Maio de 2010 às 17:34

Que máaaaaa.
É uma abertura normal, para todos os institucionais, companhias e convidados. É o normal. Olha que eu estou muito bem cotada nestes meios. E sou achada como alguem simpatica, sociavel e muito acessivel sempre.
Sara a 16 de Maio de 2010 às 17:39

Pois é, todos temos que cumprir com as nossas obrigações profissionais. Fazer coisas que não fariamos noutras circunstâncias. É a vida. Lol!
Cat2007 a 16 de Maio de 2010 às 17:49

sabes, a questão não tem a ver com estar feliz. Tem a ver com estar de bem comigo. É que, muitas vezes, não é fácil.

Mas a felicidade vem dai... começa por ai... por estarmos bem connosco... por isso digo que as coisas (incluido a paz e a felicidade) vêm de dentro para fora.
;)
Sara a 12 de Maio de 2010 às 11:26

Lá vens tu com o elenco dos princípios de vida. Mulher, pareces um livro de autoajuda. Lol.

:P
Vou ignorar... ;)
Sara a 12 de Maio de 2010 às 22:24

Ok. Obrigada!

De nada
Sara a 14 de Maio de 2010 às 20:46

De nada????

Não percebi agora....
Bom mas seja o que for, o que eu disse não é negativo.
Beijo
Sara a 14 de Maio de 2010 às 21:09

Mas porquê? Agora a maior parte das coisas que igo são negativas? Não sabia.
Cat2007 a 14 de Maio de 2010 às 21:14

As galochas já vão até ao pescoço...

Achas que devemos manter o dialogo Sariano?
Sara a 15 de Maio de 2010 às 23:55

Eu cá, faço o que me vai apetecendo nos momentos em que vou fazendo. Não tenho obrigações nem proibições. Não presto contas, a não ser sobre os bens e serviços que vou adquirindo a título oneroso. E não temo nada de especial. Como quem não deve, não teme, perguntando tu se devemos, eu respondo que não devemos nada. Em conclusão, não há nada a temer. É ir andando conforme vai apetecendo, assim sendo.
Cat2007 a 16 de Maio de 2010 às 02:08

Adorei!!! :D
Sara a 16 de Maio de 2010 às 07:08

Loool. Parecia um poema! É que há ali uma parte que até rima. Boa estada na Sérvia.
Cat2007 a 16 de Maio de 2010 às 14:59

Sim eu reparei. Toda a resposta é simplesmente genial.
Adorei mesmo.
Sara a 16 de Maio de 2010 às 17:05

LoL! Obrigada!
Cat2007 a 16 de Maio de 2010 às 17:30

Vou-me comentar a mim própria: este post parece um daqueles concertos do género "vários artistas". Lol.
Por outro lado, também podia ser a selecção musical de um bar qualquer. Ou de um restaurante. Bem de um restaurante, não. E de um bar também não, afinal. É que há aqui estilos inconciliáveis. E os bares tendem a ser sempre tão temáticos, mesmo quenado fingem que não querem ser. E num restaurante também não. Algumas musicas são um bocado barulhentas.
Enfim, estou contente. É a minha selecção musical, que não cabe em lado nenhum. Só em mim, e por onde eu ando... comigo.
Cat2007 a 12 de Maio de 2010 às 14:39

EStava-me a apetecer, comentar o teu comentario a ti propria, mas mais uma vez não me sinto capaz para tal.... vai ter de ficar para segundas nupcias.
Sara a 12 de Maio de 2010 às 22:26

Se h+a alguma coisa que eu perccebo neste momento é de cansaço. No worries
Cat2007 a 12 de Maio de 2010 às 22:33

=)
Gosto
Raquel a 13 de Maio de 2010 às 00:15

Das musicas?
Cat2007 a 13 de Maio de 2010 às 01:07

...tb
Anónimo a 13 de Maio de 2010 às 11:05

Caro Anónimo,

....tb?

O que quer isto dizer?

Obrigada
Cat2007 a 13 de Maio de 2010 às 15:23

seu site é bom e impressionante tente este um poker online
jogodopoker a 13 de Maio de 2010 às 14:01

Como é possivel isto? SPAM NOS COMENTÁRIOS DE UM BLOG? QUE RAIVA!!!!!!!!!!!!
Cat2007 a 13 de Maio de 2010 às 15:35

Caros senhores,
Sejam lá quem forem, façam-me o favor de ter vergonha, e não voltar a este blog. Poker pela internet? Que coisa mais doentia!!!!!!!!
Cat2007 a 13 de Maio de 2010 às 15:38

Oi .... se me permites (de alguem k aprecia realm a escrita....)

1- so o facto de teres coragem para escrever (mostrar) o k sentes já é óptimo. Por isso, a (pseudo)critica deve ser vista à luz do elogio (e como ves maltrato a dita escrita.... à SMS....portanto, sem preconceitos puristas)

dito isto...

2- kuando fizeres um bonito, digamos, literário ..."como ninguém canta para mim..." nao o expliques a seguir. Kem apanhar, apanhou. Kem nao apanhar temos pena... (e será um bonito tanto mais bem feito kuanto mais leitores apanharem sem teres de explicar. Assim mesmo, sem virgula !!!! loool).

Se explicas o bonito matas o efeito..... Tás a ver o Camões... "Alma minha que te partiste.... eheheh repararam? ma minha???? Mto giro o trocadalho, n axam???...."

3 - Se axares que é demasiado subtil e deves "sublinhar/explicar" o bonito.... fá-lo de forma ainda mais subtil.... para que o leitor se sinta cúmplice e esboce um sorriso.... (de outra forma, pensa "ja tinha entendido, esta julga que sou burro")....

Tipo assim.... saltar explicandos e... "Por exemplo, ja a Shirley Bassey não canta o "Something", para mim. Quer dizer, cantar canta. Mas, com vírgula. Logo, não o canta para mim!

(à pressa, sem pensar no caso, talvez nao seja grande exemplo, mas axo que percebes....)...

Dito de outra forma, o nao explicares tudo, deixares espaço à imaginaçao do leitor é que faz com que ele se identifique com o texto, se embrenhe mesmo nos pensamentos mais dificeis. Exemplo, o paragrafo seguinte "Gosto de estar sozinha..." MB!

Bjinhos e n xateio +++ lol

PS Chrissie Hynde, grande grande vocalista....talk of the town em inglaterra (curiosamente ca nao é nada reconhecida) looool
amigo anonimo loool a 14 de Maio de 2010 às 01:26

Amigo anónimo Looool, que eu até acho que sei quem é.
Se és quem eu penso, devo dizer que li os textos todos do teu blog. Assombroso o talento para escrever.

Quanto ao teu comentário, e sem me alongar muito, lê outros textos por aqui, e verás que o meu estilo é mesmo esse que aconselhas. Porém neste post, e naquela passagem específica, tinha que o dizer assim. Porque estava a mandar um recado. Como isto aqui não é exactamente literatura, posso mandar recados certo.?
Por outro lado, se fores o amigo anónimo loool que eu pensoque és, temos muito a conversar sobre ler e escrever. Ok?

Hello again
Luis (o anonimo é pk sai assim por default, mas nada nada k me agrade... os anonimatos). De resto, como tem aqui para pôr o mail, pensei k visses pois esta la o nome.

Saber, podes saber, mas n devo ser kem julgas poix blogs ZERO (sites, tanto de informaçao como comerciais, ja fiz e tive alguns, neste momento nao), demasiada preguiça e pouqissimo tempo para isso. Mas vivo disso (writing) o que tambem nao ajuda, apesar de adorar, a querer gastar o pouco tempo livre... a bater mais teclas.

Como vim aki entao... ??? Alguem (a tal k gosta de deborah harry/blondie) me disse uma vez que a menina fumava charuto e escrevia... So por isso, mandei pró archive em vez de delete... e agora, a reinstalar novo Pc e pôr o emssenger como ela tinha... vim aki dar. Ok?

PS sim, precipitaçao minha criticar sem ler outros, de facto vi um ou dois que estao bastante melhores looool KK um das relaçoes "para que serve/servam..." xapeau...loool tem potencial... ja vi pros do ramo piores... Mas mesmo esses têm de ser limados. ;)
luis a 15 de Maio de 2010 às 13:24

Totalmente esclarecida.
Por outro lado, peço perdão, mas não fumo charuto, mas cachimbo, e, ja agora, de senhora..
Muito obrida pelas críticas, Luís
Cat2007 a 15 de Maio de 2010 às 15:10

Ah sorry... Ja agora, lembras te me.... vou pôr a "tua amiga" ;) que so gosta de Debbie Harry a ouvir Chrissie Hynde...

PS sim, sim, claro k é uma pista pra veres kem é o xato (pra alem de ser verdade o teres me lembrado de lhe mostrar pretenders...)
amigo anonimo loool a 14 de Maio de 2010 às 01:31

Anónimo loooo: Quem é a minha amiga que só gosta de Debbie Harry? Perdi alguma coisa por aqui?

se é como o outro dizia... somos o que queríamos e podámos ter... talvez tenhas perdido, num café kk da tua zona. Nao sei detalhes looool :P
luis "anonimo" a 15 de Maio de 2010 às 14:28

Pronto, agora já sei quem é a amiga. Mas agora também é fácil :)
Cat2007 a 15 de Maio de 2010 às 15:07

Luis, esqueci-me de dizer:

EU PASSO-ME COMPLETAMENTE COM A VOZ DA CHRISSIE HYNDE!

Como é que eu fui capaz de deixar de dizer isto?
Cat2007 a 15 de Maio de 2010 às 15:36

third n last... but not the least: bublé ou bubé ou whatever.... estragaste tudo :((((

ate tava a apreciar, a admirar, o sense n/ sensibility....até a nelly julguei perceber, apesar de tudo tem um cristalino k encaixa na boa imagem k tava a ...imaginar da sra escritora... mas o dito cujo foi uma...digamos.... facada lamexa!!!!!
amigo anonimo loool a 14 de Maio de 2010 às 01:52

Ora, ora, amigo anónimo, é como digo lá no texto: já passei essa fase. Para quem não gosta dos meus gostos musicais, eu cá é mais "manos al aire". mas fica o registo da diversidade de... gostos.
Cat2007 a 14 de Maio de 2010 às 15:05

Hello again again....

Olha, para nao rodear mais e lamentando interromper o decerto mais interessante diálogo "saariano"....sorry plo aparte loool

PARA QUE SERVEM...II - nao me importava de ter sido eu! Brilhante para o leitor, para outrosa lerem, sem deixar de ser intimista, de ser mt pessoal. Teu! Único. Tanto que é ao contrário do que dizes/julgas.
1 - Os grandes a sério escrevem com TALENTO, seguem a pena, o instinto... nunca a técnica!
Vêem e revêem ene, verdade. Por respeito à lingua! O que chamas técnica eu diria antes respeito pela língua, busca da perfeição!
Os de pacotilha (ou de áreas como a minha, jornalismo) é que seguem a técnica. Uns por obrigação (questões comerciais) outros porque... não têm ...talento!

2- no caso em análise... tem suficiente talento para tentar dar o passo seguinte: mais do que um texto! E aí sim, ha que estruturar o mínimo. Mas também se pode seguir o talento e estruturar sem ser a priori...sem amarras prévias. Mas isso, mais que um texto... já é outro campeonato, o grande campeonato! Atreves-te? Devias... plo menos tentar!
luis a 15 de Maio de 2010 às 13:43

Luís, meu querido,

Como diria a minha mãe: estou varada!

E quanto a tentar... não tenho ideia de como isso se faz. Palavra de honra.

Muito obrigada
Cat2007 a 15 de Maio de 2010 às 15:00

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"
pesquisar
 
stats
What I Am
comentários recentes
Com muita calma e paciência tudo se começa! 
Mas a questão é que, antes de se preocuparem com o...
yah, a quantidade de construções emocionais que nã...
Sabia que fazia anos, tinham me dito, mas no meio ...
há "sinais" que não devemos negar :D
Se o tédio estiver instalado numa relação, então é...
Posts mais comentados
140 comentários
122 comentários
122 comentários
106 comentários
82 comentários
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

17
18
19
22

23
25
26
27
28
29

30


blogs SAPO