CAFÉ EXPRESSO

Novembro 14 2010

PortugalSe não me engano, isto podia ser sobre Portugal e o Saldanha. Sobre o Zé que eu não conhecia.

  

 

 

 

Caía a tarde feito um viaduto
E um bêbado trajando luto me lembrou Carlitos
A lua tal qual a dona do bordel

Pedia a cada estrela fria um brilho de a...lu...guel
E nuvens lá no mata-borrão do céu
Chupavam manchas torturadas, que sufoco louco
O bêbado com chapéu coco fazia irreverências mil
Prá noite do Bra...sil, meu Brasil
Que sonha com a volta do irmão do Henfil
Com tanta gente que partiu num rabo de foguete

Chora a nossa pátria mãe gentil
Choram marias e clarisses no solo do Brasil
Mas sei que uma dor assim pungente não há de ser inutilmente
A espe...rança dança na corda bamba de sombrinha
E em cada passo dessa linha pode se ma...chu...car
Azar, a esperança equilibrista
Sabe que o show de todo artista
tem que continuar

 

Composição: João Bosco e Aldir Blanc

publicado por Cat2007 às 16:31
 O que é? |  O que é? | favorito
Tags:

Lamento Catarina, não a sinto aqui, nem a si nem ao Zé... nem sei o que dizer, como dizer.
Alex a 14 de Novembro de 2010 às 17:16

Pronto. Foi a minha imaginação. Mas lá que é bonito é, não é?
Cat2007 a 14 de Novembro de 2010 às 17:46

É.
Também aconteceu sentir o Zé. Chegaram a pagar-lhe bilhetes de cinema no Monumental só para o ouvir contar o filme por palavras dele. Um tipo que valeu a pena ter passado por cá. Melhor do que isto, é difícil. Se formos minimamente sensíveis, basta sermos humanos, percebemos que perdemos o Zé mas que é uma perda que nos deixa "Inteiros".
Adorei a homenagem
vanda a 15 de Novembro de 2010 às 15:14

Achou bonito Vanda? Ainda bem. Não queria estar a disparatar. Eu não conhecia. daqui a pouco vai para mil vezes que digo isto. Mas imaginei. E da minha imaginação saiu um bêbado artista que personificava um pedaço de Saldanha e oferecia uma imagem romnântica que Portugal também é. Foi a minha imaginação. E o João Bosco a escrever sobre um bêbado brasileiro que "em cada passo dessa linha pode se machucar
Azar, a esperança equilibrista
Sabe que o show de todo artista
tem que continuar".
Beijo
Cat2007 a 15 de Novembro de 2010 às 15:37

Ops Vanda, não passei os versos completos que queria. É assim:
A esperança dança na corda bamba de sombrinha
E em cada passo dessa linha pode se ma...chu...car
Azar, a esperança equilibrista
Sabe que o show de todo artista
tem que continuar

Esta música não se chama o Bêbado e a equilibrista, mas O bébado e o equilibrista. São exactamente a mesma pessoa. Além disso, artista.
Beijo.
Cat2007 a 15 de Novembro de 2010 às 15:50

Não deverá estar a falar comigo com certeza. Não lhe pedi qualquer esclarecimento. Fui eu que não a percebi?
É como estar a cantarolar a missa ao padreco. Pelo que tenho lido, não fiquei com a ideia de que o "Disparate" na reflexão que faz do mundo, seja o seu forte. Espero que não se esteja a chamar Disparatada porque isso na minha terra leva o nome de mania das grandezas.
Sim, não consigo dizer isto de uma maneira mais simpática. Padeço de chatura mas posso ficar melhorzinha se o vento soprar de feição....quase, quase, quase como o equilibrista....ou o bêbado. Páro já para não começar a disparatar ;)
Enfim, não a conheço de lado nenhum mas sinto que tenho idade para ser sua tia avó ou coisa que o valha.
Continue menina que vai no bom caminho, não faça caso da minha rabujice.
Bom post.
vanda a 15 de Novembro de 2010 às 16:25

Epah! Desculpe. Vc percebeu-me. Desculpe. Que raio de atestado estava eu a passar, santo Deus! E... mania das grandezas... NCR!!!!!!!! Grande beijo a uma perfeita desconhecida que podia ser minha tia avó.
Cat2007 a 15 de Novembro de 2010 às 19:24

A música é de facto muito bonita Catarina, e quando disse lamento, não foi lamentar o que era o post mas lamentar o não ter sentido, foi o que escrevi e foi o que quis dizer, não se ofenda, mas tenho o direito de gostar e sentir mais umas coisas que leio do que de outras, não? Não tem que me explicar nada, porque percebi perfeitamente o post, apesar de não estar munida de um "veni, vidi, vici" ainda vou percebendo algumas coisas. Apenas esperava algo diferente, um texto seu, olhe sei lá... de qualquer forma vc não faz posts para agradar, mas porque sim, porque lhe apetecem. O facto de não ter sentido o Zé(João) a responsabilidade não é sua, e não a sentir a si muito menos. Perdoe-me aquela questão do José/João, já não ía ao blog dele há uns tempos e o cansaço acumulado não perdoa. Resumindo, se incomodo alguém quando digo que não aprecio algo que fez, lamento, se incomodo alguém quando digo que amo, volto a lamentar, agora o cinismo não me assiste e a mentira não me apraz. :)

http://senhordoadeus.blogs.sapo.pt/17962.html

p.s: sorry só conseguir responder agora mas o trabalho está até ao tecto.
Alex a 15 de Novembro de 2010 às 20:21

Alex.
Que coisa mais terna este seu comentário! :)
Claro que vc não lamentou o post. Conheço-a. Lamentou que eu não tenha acertado em cheio na sua forma de sentir o Zé. Porque talvez até tivesse apostado qe eu acertaria em cheio na sua sensibiilidade. E tmabém terá pensado que eu ecreveria. Que não utilizaria produções alheias. Porque esse não é o meu estilo.
Sabe, espero que muita coisa que eu escrevo não encaixe em si como uma luva. E espero que o diga sempre. E mais, quando disse que ama não me incomodou. Desengane-se.
Beijo beijo beijo :)
Cat2007 a 15 de Novembro de 2010 às 21:11

São nestas pequenas coisas que eu reconheço aquele "sou estupidamente inteligente"... mas não me entre assim nos pensamentos que me assusta mulher!
Alex a 15 de Novembro de 2010 às 22:45

Tender Simile. Sim sou estupidamente inteligente. Sou estupida. Sou inteligente. Mas não sou nada esperta. É por isso também que não devo assustar ninguém. Neste aspecto pagam-me sempre um cachet demasiado alto e depois esperam que eu faça um show fenomenal. Um erro de avaliação.
Esclarecimento, que a menina precisa, vc nunca foi das que pagaram cachet nenhum. :) Beijo.
Cat2007 a 16 de Novembro de 2010 às 12:06

Não se chama zé, mas sim joao manuel serra
Anónimo a 14 de Novembro de 2010 às 18:01

Obrigada, Anónimo.
De qualquer modo, está na hora de eu sair deste assunto. Chega de falar do que não sei. Daqui a pouco parece tudo uma piada. E eu não quero.
Cat2007 a 14 de Novembro de 2010 às 18:04

Concordo consigo,um beijinho Catarina
Anónimo a 14 de Novembro de 2010 às 18:12

Alex, que não sinta o Zé, percebo e a responsabilidade é toda minha. Que não me sinta a mim, ja não é comigo. Porque há de facto algo muito importante do meu espirito nesta canção. Que, alem disso, me emociona.
Cat a 14 de Novembro de 2010 às 20:25

Anónimo, é assim mesmo. Grande beijinho.
Cat a 14 de Novembro de 2010 às 20:29

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"
pesquisar
 
stats
What I Am
comentários recentes
Viver é respirar, de acordo. E continuo a insistir...
É verdade, a coragem é uma das coisas mais importa...
Também não acredito nisso...se é que alguma vez ac...
Com muita calma e paciência tudo se começa! 
Mas a questão é que, antes de se preocuparem com o...
yah, a quantidade de construções emocionais que nã...
Posts mais comentados
140 comentários
122 comentários
122 comentários
106 comentários
82 comentários
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30


blogs SAPO