CAFÉ EXPRESSO

Julho 07 2011

Hoje faço anos. Vale a pena dizer quantos? Talvez. Sou Caranguejo. Não sei verdadeiramente o que isto significa. Mas há sempre quem ache que se esclarece uma série de coisas com este género de informação. Espero então que sim.

 

Hoje faço anos. Deveria começar a falar um pouco de mim. Em princípio. Creio que é o meu dia. Não é? Não. É o dia de toda a gente que está viva. E há muita gente que nasceu hoje. Na verdade, não gosto muito de falar directamente de mim. Porque não sei ao certo o que dizer.

 

Hoje faço anos. Por outro lado, é dia do funeral da Maria José Nogueira Pinto. Sinto muito a sua morte. Ontem o Ribeiro e Castro emocionou-me. Quando começou a falar dela e acabou com a voz embargada.

 

Maria José Nogueira Pinto era uma pessoa da política diferente para o limpo. Detestei as posições dela nas questões do aborto e do casamento gay, por exemplo. No entanto, a convicção e a coerência com que se bateu por elas fez-me sentir o mais sossegado respeito. Por outro lado, a saída de Maria José da subsecretaria de estado da cultura no tempo de Santana Lopes e do CDS pouco depois da chegada de Portas encheram-me de admiração. Entre outras coisas. Finalmente, como é possível ter aguentado de pé até ao fim? É um facto que as árvores morrem de pé, passe o cliché. Nogueira Pinto não merece clichés. Porém, é verdade que as árvores são essenciais. Designadamente por causa do oxigénio. Maria José Nogueira Pinto morreu. E vai faltar algum oxigénio na política portuguesa. E em mais alguns contextos, obviamente.

 

Ah, é verdade. Hoje faço anos. E? 

publicado por Cat2007 às 13:06
 O que é? |  O que é? | favorito
Tags:

na verdade tenho pena de não ter uma equivalente a Maria José Nogueira Pinto, mas do lado precisamente oposto. A dizer, com a mesma vivacidade, o preciso contrário do que ela dizia muitas vezes. Ela animava o debate, dava-lhe fôlego. Não queria que todos os deputados fossem como ela mas havia lugar para um ou uma como Maria José. Faz imensa confusão deixar de a ouvir, inclusivé deixar de me poder irar com as crónicas dela. Esta que linka, a última, faz sentir também que há qualquer coisa que vai começar a desaparecer para dar lugar ao mesmo, alguns valores, mas hoje noutros moldes.
Aceno-lhe daqui...com um aceno bem largo e sincero mas o que me traz aqui és tu e para voltar a dizer em mais este dia feliz:

Parabéns.
Catarina a 7 de Julho de 2011 às 14:59

Catarina, obrigada pelos parabéns.
Sobre MJNP, percebo o que quer dizer e sou tentada a concordar. No entanto, pensando bem, Maria José faz falta ela própria nos posicionamentos que ocupava.
Cat2007 a 18 de Julho de 2011 às 16:32


Tive ocasião de participar e organizar uma homenagem pública a Maria de Lourdes Pintasilgo e numa das acções e entre vários convidados, estava Maria José Nogueira Pnto. Posso dizer-lhe que vi uma Mulher que desconhecia, uma versão que eu desconhecia por completo e que me cativou profundamente. Só tinha dela aquela imagem de alguém que tomava posições que eu abominava, embora, como diz e bem, com bastante coerência e uma excelente e sustentada argumentação, mas que, apesar disso, me fazia, erradamente, por certo, rotulá-la de uma forma quase leviana. Mudei a minha opinião, quando a ouvi naquele encontro e me revelou mais algum do seu pensamento, de si própria. Passei a admirá-la até!!...
... Ah e Parabéns Catarina. A vida é para celebrar!!
Odete
Odete a 7 de Julho de 2011 às 19:43

Odete, obrigada por ter ajudado a compor o post com o seu comentário. Obrigada ainda pelis parabéns. Um beijinho.
Cat2007 a 18 de Julho de 2011 às 16:34

Bom dia,

O Café Expresso está em destaque nos Blogs do SAPO, em http://blogs.sapo.pt

Parabéns e boa continuação!

Pedro
Pedro a 8 de Julho de 2011 às 10:25


Pedro, para agradecer o destaque. Muito obrigada.
Cat2007 a 18 de Julho de 2011 às 16:35

[Error: Irreparable invalid markup ('<p [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p class="incorrect" name="incorrect" <a="">Parabens atrasados, então.</p> Que conte muitos!<br /> A morte desta senhora irá ficar para sempre na sua memoria, Morreu no dia do seu aniversario.<br /> No dia que faço anos lembro-me sempre de dois acontecimentos nada felizes. Um foi o desaparecimento do Rui Pedro(que foi agoara a julgamento o principal suspeito) e o outro foi a tragedia de Entre os Rios.<br /> Mas felizmente que estamos vivas.<br /> Aproveito também para lhe dar os parabéns do destaque do sapo.<br />bom fim de semana
geriatriaaminhavida a 8 de Julho de 2011 às 19:00

Muito obrigada.
Cat2007 a 18 de Julho de 2011 às 16:36

A vida...oh essa palavra que ora frágil ora forte, umas vezes garantida, outras frágil, a vida dos outros de cada um de nós, essa palavra mágica que seduz que nos faz querer sempre mais e melhor. Vida que esquecemos que um dia acabará, não acabarão contudo as vidas daqueles e daquelas que deixam marcas, que se destacam pela diferença, pelos valores e ética com que trilham caminhos, essas nunca morrem.
A sensibilidade do Caranguejo bem patente em cada frase, a emoção de um momento que toca todos os que admiram os que deixaram boas sementes e a esperança de que algumas delas dêem bons frutos.
Para ti que hoje festejas menos uns anos que já viveste eu desejo sinceramente que possas viver o suficiente para que consigas concretizar todos os teus sonhos nos que ainda hão-de vir e que sejam muitos e bons.
Parabéns pelo destaque!
sentaqui a 8 de Julho de 2011 às 21:26

Creio que tem razão. Há certas pessoas que simplesmente não morrem. Agradeço-lhe ainda os parabéns.
Cat2007 a 18 de Julho de 2011 às 16:38

os meus parabéns atrasados, mas antes tarde do que nunca já diz o povo.


esta Senhora deixou o nosso país mais pobre, tanto a nível de inteligência e de beleza!!!

os meus sinceros sentimentos a todos os que simpatizavam
vidinhaesta a 11 de Julho de 2011 às 16:25

Obrigada pelos parabéns.
Sim, estamos mais pobres sem MJNP.
Cat2007 a 18 de Julho de 2011 às 16:44

Quando morre alguém, nada mais há do que isso. Morreu! Quem julga que há mais alguma coisa para dizer, repete sem cessar o que todos dizem.

 Contactei, Maria José Nogueira Pinto , duas vezes. Uma em campanha. Levantei-me, cumprimentei-a, ali na Guerra Junqueira. Uma pessoa educada em campanha. A primeira vez não conto.Já lhe perdooei...

Paz à sua alma com muita admiração pela coragem e convicção religiosa demonstradas.
Luis Moreira a 11 de Julho de 2011 às 19:47

Não pretendo ser original em tudo aquilo que digo. O que escrevi sobre MJNP foi o que senti. E foi pouco. O que escrevi. Menos do que senti, creia. Não tem mal nenhum repetir o que na essência os outros dizem. Estamos sempre a fazer isso, não é?
Cat2007 a 18 de Julho de 2011 às 16:42

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"
pesquisar
 
stats
What I Am
comentários recentes
Também não acredito nisso...se é que alguma vez ac...
Com muita calma e paciência tudo se começa! 
Mas a questão é que, antes de se preocuparem com o...
yah, a quantidade de construções emocionais que nã...
Sabia que fazia anos, tinham me dito, mas no meio ...
há "sinais" que não devemos negar :D
Posts mais comentados
140 comentários
122 comentários
122 comentários
106 comentários
82 comentários
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
20
21
22
23

25
26
28
29
30

31


blogs SAPO