CAFÉ EXPRESSO

Março 28 2017

Resultado de imagem para vilão do batman

 

Eu acho que as pessoas que se fazem de boas pessoas sem o serem deviam estar obrigadas a seguir as regras dos desenhos animados. Assim, deviam ser feias, antipáticas e ter cara de más. Se notarmos, relativamente aos vilões dos desenhos animados, por causa do seu aspeto e comportamento pouco sociáveis, podemos esperar sempre o pior. Creio que existe ética nisto. Porque é terrível sofrer um golpe inesperado. É que não temos tempo de nos preparar, sendo que, por isso, os danos podem ser, e serão, mais graves.

 

O que antecede leva-me a questionar se as pessoas que fingem ser boas pessoas são felizes. Conheço um caso em que definitivamente não. Mas é um caso. Aliás, conheço outro caso. E definitivamente também não. Mas são dois casos. Penso que não tenho amostra suficiente para concluir. Mas gostava que não fossem. Gostava que fossem como o Narciso. Estúpidas ao ponto de se afogarem no rio que reflete a sua própria imagem.

 

Seja como for, sempre considerei que “o inferno é aqui”. Assim, as pessoas que não são boas pessoas porque só fingem que o são, deverão pagar com juros o mal que forem infligindo aos outros no seu percurso de vida. Creio que isto é acreditar em Deus e, por consequência, na justiça Divina.

 

No entanto, não acredito, por outro lado, no crime e castigo direto. Assim, é muito natural que não vejamos os “maus da fita” a pagarem pelas maldades que nos vão fazendo. O crime e castigo direto pode ler-se no “Crime e Castigo” de Dostoievsky onde o criminoso tem uma consciência. E é por causa desta consciência que ele vai deixando pistas para ser apanhado. O que sucede.

 

É, enfim, muito chato que não aconteça nada de mal a quem nos faz mal. Os maus deviam pagar por cada maldade no momento imediatamente posterior à sua prática. Lá está, como nos desenhos animados. Porque, senão, ficamos com um sentimento de injustiça e a acreditar na impunidade. O que é desanimador.

 

publicado por Cat2007 às 15:49
 O que é? |  O que é? | favorito (3)
Tags:

Não! As pessoas que nos fazem mal, continuam impunemente a fazê-lo. Nada de pior lhes acontece, a não ser, a aclamação! Destroem outros, como quem colecciona pontos para passar de nível. São frias, calculistas, mentirosas, manipuladoras, rascas, não têm sentimentos e nem um limite. Aparecem-nos com aspectos de anjos. E nem os pés de barro estão à vista! Caso contrário...Acontece-me a mim ou a si, isso sim, sofrermos com isso. Fazermos posts a desejar que as pessoas assim deviam ser punidas, fosse lá por que mão fossem. 
Um dia, há muito tempo e ainda não sabia da missa a metade, disse (escrevi num post) que as pessoas más, falsas e tudo que aqui diz, deviam trazer marcado na testa de forma a revelar-se quando têm intenção de praticar o mal, qualquer aviso, uma palavra que sobressaísse para que nos afastássemos delas imediatamente. Na altura associei-o ao filme "A Letra Escarlate" em que é tatuado na personagem "prevaricadora" o seu "pecado". Deviam, pura e simplesmente ser identificáveis. E arredadas da sociedade. Podiam viver em harmonia todos juntos ao menos só se estragava uma casa como se diz. E podiam ir praticando a arte de ser um nojo! Curioso este post ser destacado, exactamente por quem prejudica tanto outros e permite que se façam coisas inadmissíveis. è sempre bom assistir a mais um golpe de teatro! Não que o seu post não tenha todo o mérito e muitos parabéns pelo arrojo de se sentir com quem a magoa e a desilude, porque parece que até isso hoje, está proibido ou funciona ao contrário. Quem foi ofendido ou destruído tem que agradecer e ficar quietinho e muito caladinho porque os maus viram bons e os bons, são os malfeitores. Não! Na sociedade de hoje, cada vez mais que fere e destrói é aplaudido. Veja-se o Youtube, cheio de exemplos, Venha-se aqui e leia-se com atenção. Está à vista!
Does a name matter a 29 de Março de 2017 às 10:25

"As pessoas que nos fazem mal, continuam impunemente a fazê-lo. Nada de pior lhes acontece, a não ser, a aclamação! Destroem outros, como quem colecciona pontos para passar de nível. São frias, calculistas, mentirosas, manipuladoras, rascas, não têm sentimentos e nem um limite. Aparecem-nos com aspectos de anjos. E nem os pés de barro estão à vista!". Às vezes também sinto que é assim. Obrigada.
Cat2007 a 29 de Março de 2017 às 17:06

Obrigada, eu Cat. Tudo de bom para si. O único travo amargo que fica é esse que tão bem especifica.


"... é não vermos pagarem em benefício das suas vítimas" 


Talvez seja um pouco extremo, ou eu esteja realmente zangada com a justiça das coisas e até a dos homens, mas... seria, ao menos, um certo modo de reparar a mágoa que nos causam! O muito que alguns nos destroem. Sabermos e vermos que pagam! Sentirmos essa paga. Porque vou citá-la mais uma vez "...É, enfim, muito chato que não aconteça nada de mal a quem nos faz mal."  


Mais uma vez obrigada.  

A unica razao, no minha humilde opiniao sobre este assunto, pela qual as pessoas que causam o mal aos outros nao serem imediatamente punidas, e o facto de existir uma mentalidade maligna aceite na sociedade mundial actual. Assim, todos os que causam o mal aos outros encontram, nao so razoes para o mal fazerem como encontram apoio naqueles que os precedem nas suas maldades.
Deste modo, eu posso justificar o mal que cometo atraves de ideias pre-estabelecidas e reflectidas em frases mesmo dentro da mentalidade popular tais como: Eu nao sou estupido nem mal educado. Sou simplesmente o produto do meio em que sou criado"
Quando a lei comecar, literalmente, a responsabilizar, a sociedade e os seus valores morais etc, pelo mal que cada individuo causa aos outros, talvez mais reforcada sera a implementacao de valores de justica a todos os niveis que acabem por remover da mentalidade do criminoso qualquer hipotese de este poder justificar as suas accoes.
Rui Martins a 29 de Março de 2017 às 10:40


Sinto-me na obrigação de aclarar algumas ideias do meu homónimo
Ser estúpido e mal educado pode ser reprovável do ponto vista moral mas não é ilegal. A lei é uma tentativa de sistematizar e ordenar a moral mas tem as sua limitações visto ser a interpretação do Homem de algo que também é do Homem.
Rui Martins a 29 de Março de 2017 às 16:28

E eu creio que a maldade se confunde com esperteza, sendo devidamente aclamada pela grande maioria das pessoas.
Cat2007 a 29 de Março de 2017 às 17:09

So true!!
Me a 29 de Março de 2017 às 10:48

Como as suas palavras me tocam, confiar em certas amizades falsas! Mas hoje digo, não tenho amigas, apenas conhecidas! Conheço mta gente, mas bom dia,boa tarde, ou um simples OLÁ!
Aninhas a 29 de Março de 2017 às 14:28

Mesmo assim, Aninhas, tem que haver alguém que preste. Espero que acabe por encontrar. Um beijinho.
Cat2007 a 29 de Março de 2017 às 17:10

Olá Catarina!
Não sei a tua idade, mas pelo que escreves deduzo que deves ser ainda muito nova. E talvez por isso, a vida ainda não te tenha ensinado que a pior desilusão vem sempre de quem menos se espera...
Dizes "Assim, as pessoas que não são boas pessoas porque só fingem que o são, deverão pagar com juros o mal que forem infligindo aos outros no seu percurso de vida." Sim, a isso chama-se Lei do Retorno e acredita que ela existe e devolve o que as pessoas dão de mau aos outros. Já vi muita coisa e embora nos pareça que essas pessoas não pagam pelos seus "crimes" (aqui entre parêntesis, por não serem crimes puníveis por Lei), acredita que pagam, elas não nos dão é a conhecer! Tu tens é que estar atenta aos pequenos sinais, porque de outra forma não o sabes: o pai ou a mãe que adoece ou morre, ela mesma (pessoa) ou os filhos adoecem, o marido que a trai ou pede o divórcio (e ela diz que foi ela que quis!), etc, etc...
Como uma pessoa atenta aos sinais, já vi muitas pessoas a pagarem o mal que fazem aos outros, e aí penso: "Aqui está a Lei do Retorno a funcionar..."
Por esse motivo aprendi sempre a nunca confiar a 100% em alguém. E posso dizer que assim ao não levantar demasiado a fasquia, nunca mais tive grandes desilusões...
Beijos de Lisboa!
Mulher a 29 de Março de 2017 às 15:02

Eu também acredito que pagam. Aliás escrevi isso no Post. O que sucede, porém, é que não pagam diretamente em benefício das suas vitimas. E isto eu acho uma pena. Beijos de Lisboa também.
Cat2007 a 29 de Março de 2017 às 17:13

Concordo! devia ser em benefício das vítimas!!!
Mulher a 30 de Março de 2017 às 12:37

Cat2007 a 30 de Março de 2017 às 12:39


O maniqueísmo resume-se em o bem e o mal como princípios independentes em luta entre si, esta visão filosófica está ultrapassada a muito tempo, não faz qualquer sentido nos nossos tempos. Porque ninguém é completamente malévolo é ninguém é completamente bondoso. As vezes aqueles que clamam contra o mal, só o fazem quando este lhes bate a porta, esquecendo-se ou pensando ser a ordem natural da vida quando foram beneficiários desse mesmo mal. Dou exemplos, quantos de nós nas nossas compras do dia a dia estamos verdadeiramente preocupados se os produtos que compramos são transacionados através de comercio justo, não é uma questão pequena é algo que tem a ver com a subsistência e a dignidade de milhões de pessoas. Quantos de nós já não julgamos o outro apenas pela aparência pelo modo de vestir, pelo sotaque, pelo bairro onde vive, pela étnia, pela raça, pela orientação sexual, pelo penteado, pela idade , pelo estado de saúde  e pela profissão, também não é uma questão pequena porque ao contrario de uma marca na testa, estas corroem muitos por dentro e mais grave do que isso retiram-lhes oportunidades remetendo-os para os vários tipos de pobreza.
Isto acontece porque as nossas ações ou omissões  são a uma escala tão pequena que pensamos estar a salvo das consequências.
Talvez se concretizar de que maldades está a falar talvez eu possa comentar com mais substância.
Rui Martins a 29 de Março de 2017 às 15:41

Falo de tudo aquilo que alguém pode fazer para prejudicar ou ferir outra pessoa, fazendo-o sem razão e sem desígnio justo. Apenas porque lhe é conveniente do ponto de vista dos seus próprios interesses em jogo ou responde bem ao seu egocentrismo ou vaidade.
Cat2007 a 29 de Março de 2017 às 17:17


Há aqui duas situações, a primeira alguém que faz mal a outrem sem motivo sem beneficio próprio, efetivamente há pessoas assim, mas isso é mais do campo da saúde mental, do alcoolismo ou pessoas que são sentidas pelos grupos onde se inserem com pouca afetividade pouca apetência para a tarefa, no caso dos homens uma infância sem uma figura masculina presente, pessoas que não tiveram grande sucesso escolar, em resumo os típicos sacanitas. Podem aborrecer-nos, arreliarem-nos mas devido aos lugares que estas pessoas geralmente ocupam na sociedade  pouco mal nos podem fazer. A segunda situação é quando tiram proveito do mal que infligem de um modo consciente,  a explicação que dou é o fato de vivermos numa sociedade competitiva e materialista, da qual não tenho nada contra, mas nesse contexto entendo mal como desvios as leis, regras, acordos ou algo que seja comumente assumido como tal.
Um pequeno aparte, hoje há muitos como eu e como você que vivem no limbo do idealismo, a explicação que dou é que a experiência da maternidade e paternidade é rara e tardia, já vi mulheres passarem por esse processo e tornarem-se implacáveis leoas.
Rui Martins a 29 de Março de 2017 às 18:38

Pois é à segunda situação que eu me refiro no post. E creio que tem razão. Por outro lado, não sei se me tornarei numa "implacável leoa".
Obrigada pelo comentário.
Cat2007 a 30 de Março de 2017 às 11:18

Eu sou uma vitima que recusa o rótulo, Com três anos de psicanalise em cima - o meu "mal" começou, podemos dizer,  quando eu saí do útero e continuou por aí fora. Faço cinquenta anos este ano. Teóricamente deveria ter-me ficado pelos vinte e acabado com a dor. Mas a resiliência é lixada.


Sabes, é mentira que as pessoas que nos fazem mal não sofrem. Sofrem. De maneiras que nos são inconcebíveis, mas se nos pusermos mesmo de fora, e dermos tempo ao tempo, vemos que sim, que sofrem. que se ensimesmam para não o verem, mas por muito que se mintam, e tentem (que às tantas já é só mesmo a tentativa) enganar todos com uma felicidade criada de cartão brilhante, dentro da sua fortaleza de esferovite está tudo estragado...


Um beijinho



Fátima Bento a 29 de Março de 2017 às 16:38

Fátima, eu tenho mais de 10 anos de psicoterapia. Ainda bem que "a resiliência é lixada".
Nunca vi uma pessoa que me fez mal sofrer. Mas talvez tenhas razão. Essas coisas não se vêm. E, no entanto, acontecerão. Espero que sim. Por uma questão de justiça e de fé.
Cat2007 a 29 de Março de 2017 às 17:21

"A justiça tarda mas não falha", sempre ouvi dizer e cada vez mais julgo que faz sentido. Na minha opinião as pessoas que dizem não acreditar na justiça e na punição dos criminosos fazem-no essencialmente por duas razões: 1ª porque se sentem zangadas com a sociedade, 2ª porque é "fixe" e maduro ser descrente. A História está repleta não só de grandes exemplos - Al Capone, Hitler, Mussolini, Khadafi, Saddam Hussein, Bin Laden - mas também de pequenos. Há uns tempos vi o filme "Black Mass", no qual o Johnny Depp desempenha um espetacular papel baseado na figura verídica de James Whitey Bulger, um gangster norte-americano de ascendência irlandesa que entre a década de 70 e inícios de 90 controlou o crime organizado de Boston. Em 1994 fugiu da cidade após ter sido denunciado pelos comparsas e viveu 16 anos a monte, tendo inclusivamente sido marcado como um dos dez criminosos mais procurados pelo FBI. Em 2011, já com 81 anos, foi finalmente capturado. Este é um exemplo de entre muitos. Por isso que ninguém se arme em descrente só para transmitir uma boa imagem, dizer que os "maus da fita" escapam sempre com impunidade é treta para os meus ouvidos. Termino o meu comentário com uma citação do grande Mahatma Gandhi:
"Lembra-te que durante toda a história houve tiranos e assassinos e, por um tempo eles pareceram invencíveis. Mas no fim, eles sempre caíram. Sempre."
Nuno Silva a 29 de Março de 2017 às 19:15


Não tenha ilusões, essas personalidades que fala tem todas uma coisa em comum, perderam as sua lutas. Poderia dar-lhe o nome de outros que foram autênticos criminosos, mataram aos milhares e alguns aos milhões mas safaram-se:
Franco, Pinoche, Estaline, Ideamine e desculpe se escrevi os nomes mal, essa gente não merece tal pesquisa.
Rui Martins a 29 de Março de 2017 às 20:10

Sim. Mas apenas no fim. No percurso lixaram toda a gente.
Cat2007 a 30 de Março de 2017 às 11:20

Já ouviste dizer que "quem vê caras não vê corações"? É isso mesmo.
Anti-Social a 29 de Março de 2017 às 20:02

Claro que sim :)
Cat2007 a 30 de Março de 2017 às 11:12

Obgda, pelo bjnho! Um tb para si! Como diz aki uma amiga, não sei k idade a Cat tem! Prq até uma certa idade nós ainda temos ilusões, mas dp deixamos de confiar seja em kem for! Pra mim a últim diselusão, não foi há mto tempo! Uma grande amiga, k se dava mal com o marido, uma noite teve de fugir de casa, ligou-me às tantas da noite, k estava numa estrada espetáda numa valeta, e não conseguia tirar o carro e claro a chorar aos gritos, lá fui eu e o meu marido busca-lá! Acalmeia dormiu cá em casa tomou banho pq almoço ,foi trabalhar e agora nem me fala! Já soube k separou e já tem outro companheiro! ENFIM, é a vida dela, e desejo k seja feliz!
Aninhas a 29 de Março de 2017 às 23:31

Pois Aninhas, a ingratidão ferem. Lamento imenso. Um beijinho.
Cat2007 a 30 de Março de 2017 às 11:11

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"
pesquisar
 
stats
What I Am
comentários recentes
Também não acredito nisso...se é que alguma vez ac...
Com muita calma e paciência tudo se começa! 
Mas a questão é que, antes de se preocuparem com o...
yah, a quantidade de construções emocionais que nã...
Sabia que fazia anos, tinham me dito, mas no meio ...
há "sinais" que não devemos negar :D
Posts mais comentados
140 comentários
122 comentários
122 comentários
106 comentários
82 comentários
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
18

19
20
21
22
25

26
27
29


blogs SAPO