CAFÉ EXPRESSO

Março 28 2017

Resultado de imagem para vilão do batman

 

Eu acho que as pessoas que se fazem de boas pessoas sem o serem deviam estar obrigadas a seguir as regras dos desenhos animados. Assim, deviam ser feias, antipáticas e ter cara de más. Se notarmos, relativamente aos vilões dos desenhos animados, por causa do seu aspeto e comportamento pouco sociáveis, podemos esperar sempre o pior. Creio que existe ética nisto. Porque é terrível sofrer um golpe inesperado. É que não temos tempo de nos preparar, sendo que, por isso, os danos podem ser, e serão, mais graves.

 

O que antecede leva-me a questionar se as pessoas que fingem ser boas pessoas são felizes. Conheço um caso em que definitivamente não. Mas é um caso. Aliás, conheço outro caso. E definitivamente também não. Mas são dois casos. Penso que não tenho amostra suficiente para concluir. Mas gostava que não fossem. Gostava que fossem como o Narciso. Estúpidas ao ponto de se afogarem no rio que reflete a sua própria imagem.

 

Seja como for, sempre considerei que “o inferno é aqui”. Assim, as pessoas que não são boas pessoas porque só fingem que o são, deverão pagar com juros o mal que forem infligindo aos outros no seu percurso de vida. Creio que isto é acreditar em Deus e, por consequência, na justiça Divina.

 

No entanto, não acredito, por outro lado, no crime e castigo direto. Assim, é muito natural que não vejamos os “maus da fita” a pagarem pelas maldades que nos vão fazendo. O crime e castigo direto pode ler-se no “Crime e Castigo” de Dostoievsky onde o criminoso tem uma consciência. E é por causa desta consciência que ele vai deixando pistas para ser apanhado. O que sucede.

 

É, enfim, muito chato que não aconteça nada de mal a quem nos faz mal. Os maus deviam pagar por cada maldade no momento imediatamente posterior à sua prática. Lá está, como nos desenhos animados. Porque, senão, ficamos com um sentimento de injustiça e a acreditar na impunidade. O que é desanimador.

 

publicado por Cat2007 às 15:49
 O que é? |  O que é? | favorito (3)
Tags:

"As pessoas que nos fazem mal, continuam impunemente a fazê-lo. Nada de pior lhes acontece, a não ser, a aclamação! Destroem outros, como quem colecciona pontos para passar de nível. São frias, calculistas, mentirosas, manipuladoras, rascas, não têm sentimentos e nem um limite. Aparecem-nos com aspectos de anjos. E nem os pés de barro estão à vista!". Às vezes também sinto que é assim. Obrigada.
Cat2007 a 29 de Março de 2017 às 17:06

Obrigada, eu Cat. Tudo de bom para si. O único travo amargo que fica é esse que tão bem especifica.


"... é não vermos pagarem em benefício das suas vítimas" 


Talvez seja um pouco extremo, ou eu esteja realmente zangada com a justiça das coisas e até a dos homens, mas... seria, ao menos, um certo modo de reparar a mágoa que nos causam! O muito que alguns nos destroem. Sabermos e vermos que pagam! Sentirmos essa paga. Porque vou citá-la mais uma vez "...É, enfim, muito chato que não aconteça nada de mal a quem nos faz mal."  


Mais uma vez obrigada.  

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"
pesquisar
 
stats
What I Am
comentários recentes
Sabia que fazia anos, tinham me dito, mas no meio ...
há "sinais" que não devemos negar :D
Se o tédio estiver instalado numa relação, então é...
o tédio pode estar na própria relação... ou não?
No entanto, de facto, não associei. Ninguém é infi...
achei graça foi associares a tua infidelidade ao t...
Já tinha saudades de ler o seu blogue.
Posts mais comentados
140 comentários
122 comentários
122 comentários
106 comentários
82 comentários
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
18

19
20
21
22
25

26
27
29


blogs SAPO