CAFÉ EXPRESSO

Janeiro 17 2017

Foto de Catarina Veiga Miranda.

 

Alguém anda a dizer-me que tenho que ler três páginas de um livro. Três páginas que falam da abstinência do álcool. Por acaso tenho bastante curiosidade. É natural que tenha havido ataques de pânico. Tenho curiosidade em saber como outras pessoas, para além de mim (que há muito tempo tive disso), foram vítimas, lidaram e ultrapassaram crises de pânico.

 

Não estou a falar deste assunto para me por agora com considerações sobre o mesmo. Sobre o pânico. Apenas queria dizer que vou ler aquelas três páginas. Até porque acresce que vivi em tempos com uma pessoa que era alcoólica. Vou documentar-me mais um pouco. Embora seja certo que nunca assisti a uma crise de abstinência.

 

Não obstante o que fica dito, sempre é certo que não vim aqui para tratar de temas desagradáveis. Agora o que me apetecia era escrever sobre coisas divertidas. Certa vez, uma pessoa, que é fisioterapeuta num hospital, contou-me que lhe sucedia, por vezes, fazer manipulações a pessoas mortas. Por não ser possível aperceber-se do facto. Com efeito, eram pessoas que estavam nos cuidados intensivos. Creio que há qualquer coisa de divertido nisto.

 

Hoje de manhã passou no rádio do carro o Rehab da Amy Winehouse. Há muito tempo que não ouvia. Adorei. E fiquei a pensar (como é obrigatório) no lugar comum: o desaparecimento dela foi uma perda enorme.

 

A propósito, de manhã gosto de ir a ouvir umas pessoas que falam imenso e que dizem piadas sem graça nenhuma, bem como escolhem músicas (a maioria das músicas) que não me apetece. Creio que devia analisar isto. E analisando, concluo que me é necessário fazer o caminho para o trabalho já mergulhada numa realidade semelhante à que eu vou encontrar. Não que vá ouvir música ou alguma coisa do género. No entanto, o espírito é o mesmo.

 

Sempre detestei estar perto de gente mal-humorada. Não que tenha necessidade de estar perto de pessoas cheias de bom humor (embora aprecie bastante). Mas gente mal-humorada faz-me bastante diferença. Tendo a ficar desgastada. Logo irritável, como as crianças. Mas tento disfarçar, ainda assim. Na verdade, não vejo razão para não sermos sempre cordiais e bem-dispostos. Mesmo que as coisas não estejam a correr muito bem. Todos temos problemas. E todos haveremos de ter sempre problemas. Eu faço um esforço. Creio que, quanto mais chatices tenho, mais agradável me torno. O que faz todo o sentido. Quanto maiores os problemas menores as nossas capacidades para os resolver. Quando as coisas me fogem das mãos, dá-me para rir. É por causa do alívio de saber que não posso, logo não vou, fazer nada.

 

publicado por Cat2007 às 16:03
 O que é? |  O que é? | favorito
Tags:

Não existe uma pessoa que nunca tenho experimentado ansiedade....
A ansiedade é uma reação do organismo face ao perigo. Todavia, o ataque de pânico é distinto por ser subito ou imprevisível, que ocorre em situações inesperadas. A experiência é assustadora, e fica o medo de quando vai voltar a surgir...
Engraçado que deste texto ficou os ataques de pânico, poderia ter ficado outra coisa qualquer...
Peti a 24 de Janeiro de 2017 às 00:47

É isso mesmo. Trata-se de uma experiência terrível e fica, de facto, o medo de quando vai voltar a surgir. Isto aconteceu-me há muito tempo atrás. Não poderei esqueçer.
Por outro lado, creio que se percebe bem a razão pela qual "deste texto ficou os ataques de pânico".
Cat2007 a 24 de Janeiro de 2017 às 16:07

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"
pesquisar
 
stats
What I Am
comentários recentes
Mas a questão é que, antes de se preocuparem com o...
yah, a quantidade de construções emocionais que nã...
Sabia que fazia anos, tinham me dito, mas no meio ...
há "sinais" que não devemos negar :D
Se o tédio estiver instalado numa relação, então é...
o tédio pode estar na própria relação... ou não?
Posts mais comentados
140 comentários
122 comentários
122 comentários
106 comentários
82 comentários
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
19
20
21

22
23
27
28

29
30
31


blogs SAPO