CAFÉ EXPRESSO

Fevereiro 17 2017

Resultado de imagem para gato das botas olhos

 

Ainda a propósito de autoestima, ontem a terapeuta devolveu-me a pergunta. Bem, na verdade e para ser mais precisa, eu não lhe perguntei nada. Apenas disse que queria medir a dita, avaliar o nível. Então, ela, que raramente responde a perguntas (a menos que sejam absurdos), perguntou-me se eu tinha algumas dificuldades em fazer as coisas do dia-a-dia. Era uma pergunta retórica. Porque ela sabe bem que não me custa nada enfrentar o que é rotineiro e banal (menos levantar cedo). Ao que parece, as pessoas com baixa autoestima não conseguem fazer estas coisas sem experimentarem dificuldades. Ou seja, sem deixarem de sentir alguma angústia ou ansiedade. É o confronto com as expetativas dos outros que as atrapalham. Creio. Se percebi bem.

 

Não sei se a necessidade de aprovação tem alguma coisa a ver com a autoestima. O meu pai, no seu tempo, era um exemplo de inteligência, força e coragem (era mesmo), para além de ser histericamente exigente e placidamente autoritário. Em consequência, sempre me foi importante aferir a sua opinião sobre as coisas que eu fazia. Em princípio, nada era suficientemente bom. E quando se tratava de resultados regulares, tudo era reduzido a menos que medíocre.

 

O ponto é que a necessidade de aprovação, que em mim nasceu e cresceu, viciou-me. E agora faço sempre questão de ser aprovada em tudo pelas pessoas que estejam em posição de aprovar. Claro que não é bem em tudo. Falo de coisas externas fruto da materialização de incumbências que me sejam determinadas. Ou melhor dizendo, falo das coisas que produzo e que se traduzem em certos resultados esperados por alguém. Mas, se calhar, isto não é falta de autoestima por departamentos. Provavelmente, trata-se de egocentrismo. O que se admite.

 

Uma vez referi-me aqui à diferença entre egocentrismo e egoísmo. Recordando, terei dito, muito resumidamente, que os egocêntricos não vêm (ou outros) e que os egoístas não partilham. É possível ser-se uma coisa sem se ser a outra. E é igualmente possível ser ambas.

 

Creio que se não pensasse tanto, perdendo-me em reflexões sobre o eu e acerca do eu em relação com o meio, escaparia facilmente ao rótulo. De egocêntrica. Já egoísta, sou. E isto tem a ver com um outro defeito que é ser quasi-hedonista. Com efeito, não partilho nada do que me dá prazer. E posso estar a falar de chocolate (preto, de preferência), por exemplo.

 

A minha terapeuta referiu-se também às pessoas que têm necessidade de se dizer amadas e muito bem de vida, adiantando que tais pessoas, porque publicitam (mentiras), deverão sentir-se bastante sós. Tenho pena das pessoas que se sentem sós. Mesmo. Não estou a ironizar, armando aqui em parva. Penso que a solidão é própria das pessoas que não se bastam. Que não estão de pazes feitas consigo mesmas. De contrário, encontrariam muito mundo dentro de si.

 

publicado por Cat2007 às 14:54
 O que é? |  O que é? | favorito (1)

a vida está cheia de chatices. 
concordo com o que a terapeuta diz em relação a gente Só. 
e há momentos em que pensamos em tantas chatices que a vida nos apresenta e que damos graças a Deus por ser amadas, precisamente na altura das chatices. Não sei o que é "estar muito bem de vida", nem me atreveria a verbalizá-lo. mas talvez consiga reconhecer uma vida sólida, um sentir sólido. dar graças a Deus(Deusa?) por amar e ser amada no meio de tantas chatices.Mas sinto-me bem a dizer isto no lugar certo e não por aí fora. suspeito que é isto que me torna menos Só. 
na leitura do post, vou-me lembrando que sós somos todos. Amar condiciona a forma como o manifestamos, saudável ou patologica. eu que tenho tantas chatices como outros têm, não deixo de me sentir a lucky woman....e mesmo assim, estremeço por dizê-lo. se o post não fosse tão "confessional" não me daria a este luxo.
Catarina a 17 de Fevereiro de 2017 às 15:43

Também não são tantas assim, as chatices. A pior de todas, é como digo, levantar cedo. No mais, amar e ser amado é uma grande sorte.
Quanto ao resto, também não sei muito bem o que quer dizer bem de vida, apesar de o ter escrito. Creio que queria falar de poder económico. Apenas não fui mais específica porque também não era interessante especificar. O que relevava no contexto era mais a mentira ou a ilusão. É melhor chamar ilusão à coisa.Tenho pena das pessoas que se sentem sós, como disse.
Cat2007 a 17 de Fevereiro de 2017 às 15:53

Se dependesse só de nós, não havia chatice nenhuma. Refiro-me a cenas de saúde, condominios, gente de quem gostamos sofrer. essas chatices.
Catarina a 17 de Fevereiro de 2017 às 15:55

Sim. Isso são chatices. As da saude das pessoas de quem gostamos. Olha, mas pode ser que ela não tenha nada de especial. Quanto aos condomínios são chatices menores (embora estourem os nervos das pessoas).
Cat2007 a 17 de Fevereiro de 2017 às 15:59

sim isso, daí ter dito "chatices". desgastam e maçam. na saúde, só sei dizer coisas como as idosas, "é o mais importante que temos nesta vida".de resto, ok!
Catarina a 17 de Fevereiro de 2017 às 16:03

Exelente artigo, parabéns.
Cafe espresso a 18 de Fevereiro de 2017 às 14:00

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"
pesquisar
 
stats
What I Am
comentários recentes
Também não acredito nisso...se é que alguma vez ac...
Com muita calma e paciência tudo se começa! 
Mas a questão é que, antes de se preocuparem com o...
yah, a quantidade de construções emocionais que nã...
Sabia que fazia anos, tinham me dito, mas no meio ...
há "sinais" que não devemos negar :D
Posts mais comentados
140 comentários
122 comentários
122 comentários
106 comentários
82 comentários
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
18

19
20
21
24
25

26
28


blogs SAPO