CAFÉ EXPRESSO

Março 03 2017

Foto de Catarina Veiga Miranda.

 

O meu pai está a morrer de amor. Por causa da minha mãe. A minha mãe deixou-o há quatro anos. Morreu. E ele nunca soube viver sem ela. Nos últimos tempos tinham fugido os dois para um refúgio onde eram felizes só os dois. O meu pai nunca traiu a minha mãe. Sempre soube respeitá-la. Até ao último momento. A minha mãe também nunca traiu o meu pai. Amavam-se. Amaram-se a vida toda. No início foi difícil porque era uma grande paixão. Discutiam imenso. E diziam um ao outro que se queriam deixar. E que, se não o faziam, era porque “tinham os miúdos pequenos”. A verdade é que ficaram juntos até ao fim. E depois, entretanto, descobriram formas de não discutirem tanto. Embora, no entanto, continuassem a discutir. Há amores assim. Que são para toda a vida.

 

Todos temos a mania de olhar para as pessoas de outra geração como se as pessoas de outra geração não soubessem amar. Como se fossem materialistas e comodistas, bem como escravas das conveniências. Como se as relações amorosas dessas pessoas estivessem destinadas exclusivamente à função da procriação e à acumulação conjunta de bens.

 

Mas as coisas não são assim. O amor não respeita a gerações. O amor também não se abate com a idade. O amor respeita a pessoas. Mas não a todas.

 

publicado por Cat2007 às 16:29
 O que é? |  O que é? | favorito
Tags:

Catarina a 4 de Março de 2017 às 22:04

Pois, apesar de divorciado e apenas com 62 anos, o meu pai, morreu de amor pela minha mãe quando ela decidiu casar com outro.  
Mas ela voltou a casar com um terceiro, para grande desgosto do segundo.
E morreu há seis meses, completamente indiferente para com o terceiro, tal como já acontecera com os anteriores...

É triste quando não se pode publicar um texto como o seu, sobre os pais que temos ou tivemos...
Anónimo a 5 de Março de 2017 às 00:37

Obrigada por ter partilhado.
Cat2007 a 8 de Março de 2017 às 10:35

Partilhei ?!?
Anónimo a 8 de Março de 2017 às 15:15

Pareceu-me que partilhou coisas da sua vida.
Cat2007 a 8 de Março de 2017 às 17:03

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"
pesquisar
 
stats
What I Am
comentários recentes
Com muita calma e paciência tudo se começa! 
Mas a questão é que, antes de se preocuparem com o...
yah, a quantidade de construções emocionais que nã...
Sabia que fazia anos, tinham me dito, mas no meio ...
há "sinais" que não devemos negar :D
Se o tédio estiver instalado numa relação, então é...
Posts mais comentados
140 comentários
122 comentários
122 comentários
106 comentários
82 comentários
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
18

19
20
21
22
25

26
27
29


blogs SAPO