Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

DITADURA


Cat2007

21.01.11

 

Sou contra a regra. Nunca contra-regra. Só vale a minha regra aqui. Na minha via. Portanto, sou contra a regra dos outros. Só acredito nas regras dos outros em que eu acredito. Essas são boas para mim. Sei muito bem que não se pode viver sem regras. Aceito. Mas tenho uma postura minimalista. E sempre que descubro um espaço desregrado, lá estou eu a colocar as minhas regras.

 

O meu desejo deve ser o poder. Só pode ser isso. O desejo de decidir. Deve ser o desejo do poder para evitar a subjugação. Como se o jogo fosse assim. Uns mandam e os outros obedecem. E isto não é verdade. Onde está o equilíbrio concedido pela filosofia democrática de vida? A democracia stinks.  Porque temos todos que andar na linha.

 

A ditadura é bem melhor. Mas só para quem dita. Se se dita alguma coisa, é muito bom. Discutir posicionamentos dá enormes dores de cabeça. Toda a gente quer afirmar aquilo que não lhe interessa verdadeiramente. Todos andam a ver se se integram em alguma coisa pequena e no contexto global. Como se apontassem armas ao chão e dessem sucessivos tiros nos pés. Admira-me como ainda se vendem sapatos.

 

Ditar é que é bom. Os professores da primária ditam imensos ditados. Lembro-me de desejar ditar os ditados que me ditavam. Sempre compreendi que era mais fácil. Até porque eu sou canhota. É mais difícil escrever depressa e bem quando se faz com a mão esquerda. É sufocante ser ditado. Principalmente na escola primária. Escrever depressa, bem e sem erros. Conseguia. Eu conseguia. Mas não gostava. O que eu queria era corrigir os ditados. Depois de os ditar. Está claro.

stats

What I Am

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub