Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

UM AMOR DE INVERNO


Cat2007

23.02.11

 

 

 

Olhei para cima e vi uma folha a cair. De uma árvore altíssima seminua. Parecia-me que estava num daqueles parques citadinos na Alemanha. São tão bonitos. A folha girava. E parecia preta. Cinzenta. Castanha. Verde. Mais ao perto, imaginei que era verde. O céu azul do inverno quando não chove parece-me mais azul que no verão. O inverno faz-nos requerimentos sobre a ternura. Abraços apertados para que os corpos se unam. Apesar da roupa grossa e das mãos tapadas pelas luvas. Os beijos de inverno são mais quentes. Porque bebemos cacau e chá. Que só são bons servidos quentes.

 

As dores do amor deviam ter a importância dos problemas que surgem no inverno. Apenas transtornos na pele e nos órgãos causados pelo frio e pela chuva. Algumas agitação dos nervos porque o trânsito é mais intenso. É difícil apanhar um cancro de pele no inverno. No outro dia esqueci-me do tecto do meu carro aberto. O painel que controla os vidros e os espelhos tomou um banho inesperado. Avariou. Agora os vidros não abrem. E os espelhos não giram. Já o mandei tratar. Tenho a certeza que virá bem. Os afectos das pessoas deviam ser como as peças dos automóveis para poderem ser substituídos quando se estragam. Assim todos viríamos bem depois de uma tempestade. Podíamos sempre regressar para de quem somos a funcionar perfeitamente. Assim como o meu carro vai voltar para mim. Paga-se sempre alguma coisa mas, bem vistas as coisas e analisadas as circunstâncias, o preço nunca é demasiado alto. Nada se compara a um regresso bem sucedido. É muito importante ter de volta uma fonte real de felicidade.

 

A chuva não é chuva ácida. Quando não é chuva ácida é chuva que não adoece. As lágrimas sabem a sal. Um tempero. Uma necessidade do organismo. Os regressos de inverno só têm possibilidades de acontecer quando não se chora pela doença instalada para sempre na alma. Os regressos de inverno podem ser molhados por fora e a partir de dentro do corpo… do sexo.

stats

What I Am

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub