Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

NOSTALGIA


Cat2007

26.01.16

 

D. Amélia ligou-me há uns dias. Chovia. Vão trocar-lhe o local de trabalho. Eu respondi-lhe que não se podia fazer nada porque, nas condições em que a entidade patronal ia fazer as coisas, estava a agir dentro da lei. Chorou. Não sabia o que havia de fazer. A troca é para Alfragide. Da Amadora para Alfragide. Eu perguntei-lhe se não seria melhor ir para Alfragide. “O que fica mais perto? Alfragide ou a Amadora”? Se calhar é Alfragide. “Veja lá”. Mas ela estava desconsolada. Não sabia o que era mais perto nem se tinha informado dos transportes. “Não Senhora Doutora, eu assim meto a carta!”. E eu: “Não faça isso. A D. Amelinha precisa de trabalhar, pelo amor de Deus!”. E ela: “Olhe Senhora Doutora, eu não quis tomar nenhuma decisão sem falar com a Senhora Doutora mas agora, depois do que a Senhora Doutora me disse, eu vou conversar com o meu filho e meto a carta”. Pedi-lhe mais umas vezes para não “meter a carta”. Disse-lhe para falar com o filho. E lamentei não poder ajudar mais. Ela desligou muito desiludida comigo. E com razão. Tinha esperança em mim. Choveu durante mais uns dias.

 

Depois de semanas a fio de chuva praticamente sem descanso, os dias estão melhores. Vê-se bem o sol. A humidade já doía nos ossos muito para além do frio. Há uma certa alegria que se instala. Talvez não chegue bem a ser alegria. Eventualmente são melhoras na disposição das pessoas. Muitas vezes aplica-se a palavra “nostalgia” para falar de recordação e saudade. Como na “Rádio Nostalgia”. Mas eu acho que “nostalgia” é, além do mais, uma tristeza que se sente vinda de lado nenhum. Não voltei a falar com a D. Amélia. Mas tenho esperança que não tenha "posto a carta".

 

stats

What I Am

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.