Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

OS PROBLEMAS


Cat2007

16.03.17

Foto de Catarina Veiga Miranda.

 

São 8h da manhã e já cheguei. É que hoje tenho que me ir embora mais cedo. É dia de terapia. É dia de terapia, e eu não faço a mínima ideia do que irei para lá dizer.

 

A verdade é que aquilo já não é a mesma coisa. Ou seja, os pressupostos mudaram. O processo de destruição/reconstrução, que é o core de qualquer psicoterapia, chegou ao fim há muito tempo. E, desde essa altura, a coisa corre no sentido de aprender a lidar com as limitações e as forças que existem e se revelaram no âmbito daquele processo.

 

Assim, é preciso que ocorram coisas que me ponham à prova. Depois eu conto-as lá e fico a perceber como me posiciono perante as mesmas para depois agir ou ficar sossegada. A questão do posicionamento é interior e, por isso, nada tem a ver com a inteligência ou com outras habilidades. Antes, está ligada a assuntos relacionados com o meu património emocional real que foi descoberto.

 

Dependendo das minhas emoções, eu sou capaz de lidar melhor ou pior com determinado problema. Sucede que, cada vez menos me surgem problemas. Porque tenho as emoções alinhadas. Ou seja, restam-me os problemas reais. E, com efeito, estes não são assim tantos. É por isso que às vezes não sei o que irei para lá dizer, como referi.

 

Diria que o que atrás foi dito se resume numa frase, e que é a seguinte: se as questões não estão relacionadas com a luta pela obtenção dos recursos mínimos necessários a uma subsistência condigna, com a saúde ou com a morte, a maior parte dos nossos problemas é inventada. Quando comecei a terapia só tinha problemas.

 

stats

What I Am

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.