Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

OBAMA GAY


Cat2007

27.02.11

 

 

Em democracia aceitam-se muito bem as diferenças com potencial para dar dinheiro a alguém em boas condições de o receber. E também se aceita muito bem quem é diferente única e exclusivamente pelo dinheiro que tem. Ou pelo poder. Mesmo havendo quem não queira, toda a gente aceita muito bem o Obama, por exemplo. Apenas porque é o homem mais poderoso do mundo.

 

Ainda é correcto afirmar que os homossexuais são pessoas diferentes. É assim que se tratam e são tratados. E enquanto assim for, a diferença permanecerá marcada. Porém, é uma diferença cada vez mais bem aceite desde que se começou a perceber que pode ser explorada do ponto de vista económico. Filadélfia, por exemplo, tornou-se uma gay-friendly city porque "Ficamos surpresos ao descobrir que os homossexuais gastam muito mais que os turistas heterossexuais. Por dia, são US$ 233 contra US$ 101, respectivamente", em http://www.etur.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=7982.

 

Não sei se os homossexuais continuam a clamar pelo direito à diferença ou se já evoluíram para a ideia de que a indiferença é que era bom. Parece-me que não há diferença que valha a pena considerar se a única coisa que está em causa é a orientação sexual das pessoas. Simplesmente, ninguém tem nada a ver com a vida privada de cada um. Simplesmente, a orientação sexual de cada um não tem qualquer significado que valha a pena considerar socialmente.

 

Pergunto-me, se Obama fosse gay, teria um valor intrínseco inferior ou superior ao que tem, independentemente do que se ache que ele vale? É evidente que a orientação sexual do actual Presidente dos Estados Unidos não poderia interferir sobre o seu potencial pessoal inato. Porém, como um homem não vive só e resolve ser candidato nas presidenciais americanas, acredito que tudo seria diferente e os EUA não teriam hoje o primeiro presidente negro da sua história. Um Obama gay não se candidataria com ambição de vencer e o povo americano jamais lhe daria a vitória. Com que espírito Kadhafi ouviria o conselho de Obama para abandonar imediatamente o poder na Líbia, por exemplo? Quais as consequências para o índice Dow Jones se a América fosse liderada por um gay?

 

Bom, mas ao que se sabe, Obama não é gay. É só preto. Passaram muitos anos sobre a luta de Martin Luther King. Os pretos são diferentes e lutam pelo respeito à diferença ou a cor da pele já é sentidamente indiferente para a maioria de nós? Seja qual for a resposta, a economia tem a ver com o assunto. Tem sempre quando se trata de marcar o momento de consagração de direitos humanos.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Cat2007 28.02.2011

    Image
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    stats

    What I Am

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Em destaque no SAPO Blogs
    pub