Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

HUMILDADE


Cat2007

03.06.11

 

 

 

Humildade é fundamental. Irritam-me as pessoas que não são capazes de dizer eu não sou capaz. Que não percebem. Que não sabem. Como se fossemos todos estúpidos. Toda a gente sabe que ninguém sabe tudo sobre aquilo de que fala. Toda a gente aceita que as pessoas se metem a falar de assuntos que não dominam. É saudável isto, aliás. Falar de assuntos não dominados. De outro modo, para quê falar? Só se for para andar a dar prelecções aos outros. Assim para obter o retorno sobre o próprio ego. Talvez. Em qualquer matéria o que é mesmo interessante é reflectir. E se puder ser numa troca, melhor. Surge conhecimento da humildade partilhada. Não obviamente o cabal. Mas mais algum. O que nos ajuda. E não cansa mas alivia. Ao contrário do que se possa pensar. Este blogue pode parecer um confessário. Um sítio virtual para despejar o saco. Mas não é. É precisamente um espaço que eu encontrei para fazer exercícios de humildade. Em e por princípio, as questões que venho aqui abordar são precisamente isso. Questões. Coisas sobre as quais não tenho uma opinião sólida. Nem quero ter. O que quero é pensar nas formas de desfazer pontos de interrogação. Não dirijo estes textos a ninguém. O que não significa que o prazer de saber que são lidos não seja imenso. E fico grata também. Mas não escrevo com direcção porque deixaria de estar livre para ser sincera. Comigo. E o problema está aqui. A base da honestidade é pessoal e íntima. Quem não percebe isto só faz tristes figuras. Com certeza que todos sabemos um bocadinho das coisas. De várias coisas. De alguma coisa. Temos a sensibilidade, a inteligência, e experiência a cultura e a educação. Estes processos contínuos que nos dotam dos meios. Pois. Meios ou instrumentos. Apenas. E com tanta conversa onde quero eu chegar exactamente? É que tenho este vício. O de querer chegar sempre a algum lado. Bom, então é o seguinte: não posso com pessoas que armam ao interessante género sensível e muito experiente das coisas que importam na vida. É assim.

 

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Cat2007 03.06.2011

    Que bom. Que alívio. Tudo o que diz e esta frase: "não tive essa sensação no post, de todo, que bom". Obigada.
  • Sem imagem de perfil

    Catarina 03.06.2011

    a sensação não se resume ao post, claro está, surge ao longo do blog, é aliás um dos seus fascínios, do blog. a desconstrução e a falta de pudor com que uma pessoa expõe o que raramente se quer expôr, as contradições, as incoerências, a baralhação, a dúvida. e quando há certezas categóricas e absolutas, porque as há muito aqui também, depressa e inesperadamente são demolidas. um estranhissimo desejo de não chegar a conclusão nenhuma que é, afinal, a melhor forma de avançar e de evoluir. perceber que quanto mais sabemos mais nos falta saber. o conhecimento é isso, de nós também. e como acabei de me armar em conclusiva receio tanto não merecer o que tenho, como na canção, linda por sinal. "eu não mereço"
  • Imagem de perfil

    Cat2007 06.06.2011


    Catrina, creio que não exponho nada. Ou seja, falo de tudo o que toda a gente vê em toda a gente e, se fizer um esforço, em si própria também.  
  • Sem imagem de perfil

    Catarina 06.06.2011

    ...mas continuando em versão séria, expõe e muito...e não nem todos o fazem dessa forma, aliás é muito raro. grande parte dos blogues são imagens construidissimas e a auto-desconstrução é pontual e só serve para poder acabar em grande. aqui acontece um bocadinho o inverso. quanto muito o que se pode dizer é que esta é uma forma de afirmação como outra qualquer.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    stats

    What I Am

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Em destaque no SAPO Blogs
    pub