Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

DIVERSIDADE


Cat2007

20.12.11

 


 

Estou para aqui na cama com o computador em cima das pernas. Dói-me um bocadinho o pescoço porque a posição é má. Queria publicar uma fotografia que tirei da minha namorada. Não consigo fazer copy & paste. Também não estou para ir procurar outros processos que tornem a coisa viável. Mudei o perfil dela no facebook, colocando lá essa fotografia. Acho que está bem.

 

Andámos a fazer obras em casa durante quase três meses. Agora estou com sintomas de envenenamento por causa das tintas e vernizes. Se não piorar pouco importa porque valeu imenso a pena. É nossa. A casa. Penso que agora por causa disso talvez me case. Por causa disso não quer dizer diretamente por causa disso. Mas que isso faz lembrar a coisa. O amor também, e essencialmente.

 

Estivemos a ver a peça dela sobre a morte da Cesária Évora. Disse-me que foi feita no desespero da falta de tempo. Não se notou nada. Gostei muito. Tenho muito orgulho do jornalismo da menina. Agora está a dar o "Trio de Ataque" na RTP IN. O mais interessante do programa é mesmo ver o Júlio Machado Vaz a expandir-se em todo o seu benfiquismo. Inesperado. Para mim pelo menos. De qualquer forma, já vou mudar de canal. Porém, queria ainda mencionar a Maria João Silveira quando "lançou", a partir do estúdio da mesma RTP IN, o último Benfica-Sporting. Informou na altura que estávamos a poucos minutos do inicio do "derby da segunda circular". Como se sabe, esta espécie de "boca foleira" é coisa que os não- benfiquistas e os não-sportinguistas costumam apregoar. Ou seja, maioritariamente os portistas. Concretamente e em especial Alberto João Porto da Costa. Um conhecido adepto portista convicto. Depois do espanto face ao desplante pensei que isto não podia ser coisa dela. Palpita-me que não sabe assim tanto de futebol. Portanto o pivot só pode ter sido escrito por um jornalista do desporto. Como Maria João Silveira é casada com Rui Loura, presumo que este não tem nada a ver com isso. Como parece evidente, um marido jamais usaria a mulher para dizer as coisas que o próprio não tem coragem de declarar. Quanto mais um homem do norte. Claro.

 

Agora levantei os olhos para a televisão ali pendurada na parede. Ainda não peguei no comando. Vi um tal Miguel Guedes do FC Porto. Nada contra ele, não fosse absolutamente entediante. De corpo e espírito. Segundo parece, alguém está preocupado com o Manchester City. Não tenho nada a ver com isso.  

 

Ainda não mudei o canal porque continuo a escrever e preciso de pensar onde quero ficar na televisão. Deve ser na SIC Notícias, desde que não esteja o Mário Crespo. O que não sucederá a esta hora. Posso assim ficar descansada. Já devia ter mudado. Mas como não, ouço agora que vão analisar os lances do Benfica-Rio Ave. Parece que devia ter sido mostrado a alguém um cartão amarelo quer "seria o segundo". É melhor desligar  a cabeça. Parecem uns miudos a falar. Credo!

 

Começei por escrever sobre a mulher com quem partilho a minha vida e sigo diretamente para o futebol. Não é cool.  Só pode ser o meu inconsciente a funcionar. Ela detesta futebol. Claro que quanto mais esta aversão se manifesta, mais eu penso no jogo. É obvio. Se nos falam das coisas acordam-nos para as questões. De resto, não sou nada aquele género de adepto da bola que merece uma sova diária por estar sempre a sentir e a dizer coisas estúpidas. Gosto de futebol porque o Benfica existe e ponto. Gosto do Benfica mesmo quando perde. Mais nada. Sou muito lúcida sobre o tema.

 

Sobre o envenenamento, pensei que estava a ficar atrasada mental. Nem me ocorreu que eram as substâncias tóxicas que me estavam a deixar com um pungente cansaço e uma confusão mental de doidos. No mais, Júlio Machado Vaz acabou de dizer que "o Benfica não justificou o 5-1".

 

Agora vou tentar de novo a fotografia. Se conseguir, aparece lá em cima. Caso contrário, logo se vê.

 

... Olha consegui! Pois sou eu quem segura, sim. Foi assim que a tirei. 

 

Claro que sou girissima e feminina. Era o que faltava!

13 comentários

Comentar post

stats

What I Am

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub