Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

A MÚSICA QUE ME EMOCIONA


Cat2007

30.10.20

A música mexe com seu cérebro e pode aumentar a sua produtividade; entenda  como - Pequenas Empresas Grandes Negócios | Dia a dia

 

Estou novamente a coligir sons. Ontem fui ouvir a Amália a cantar em diferentes línguas. E baixei algumas músicas. Nada de novo. Já conhecia. Mas tenho muito prazer em revisitar sítios de que gosto muito. É que há pormenores, esquinas, anotações, que pareciam já esquecidos, os quais é emocionante relembrar. Preciso de ouvir música que me emocione. De preferência pela música em si, que inclui naturalmente as palavras. Por outro lado, também há sons, nem por isso de grande excelência, mas que estão ligados a pessoas e lugares. Gosto deles igualmente. Realmente, para além das que me chegam pela música, a generalidade das emoções emociona-me. E, assim, parece, ou é mesmo assim, que estou apaixonada pela vida. Logo eu que só me dou às experiencias que realmente quero.  

 

FOI DEUS


Cat2007

11.09.20

 

Amália Rodrigues – Meloteca – Sítio de Músicas e Artes

 

Fui ver aquele Programa sobre a Amália nos jardins do Palácio de Lisboa. Estava lá a Joana Mortágua para falar sobre a fadista, sendo que falou sobretudo sobre a mulher. E falou muitíssimo bem, aludindo com muita paixão à “grande paixão” que sentiu logo que foi confrontada com ela. Identifiquei-me. A Amália faz isso às pessoas. Com a voz esmagadora. Com o olhar profundo, triste. Com o sorriso… E com as palavras cantadas e ditas. Como disse Joana, a inteligência de Amália era superlativa. A certa altura do filme que passou (e que eu, por acaso, já tinha visto) ela diz em entrevista que não é feliz. Disse-o inconformada. “Não percebo porque não sou feliz. Deus deu-me tudo. Não percebo esta minha maneira de ser”. Foi mais ou menos isto que ela disse. Quanto a mim, as pessoas absolutamente brilhantes, descaradamente sobredotadas e inelutavelmente sensíveis não têm qualquer possibilidade de serem felizes. Portanto, o fado de Amália estava traçado desde que nasceu e até à morte. Parabéns pelos 100 anos de vida.  

 

stats

What I Am

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.