Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

UM APÁTICO NÃO ESTÁ INDIFERENTE


Cat2007

01.08.17

Resultado de imagem para apatia

 

Sei de alguém que se sente essencialmente apático. Sei sem ser preciso que ele explique bem as causas. Conheço-as. Sei que tem razões sólidas e respeitáveis para estar triste e inseguro. As quais me expôs só de olhar para mim. Pensei que a tristeza e a insegurança tinham outra consequência. A angústia. Neste caso, a angústia no superlativo. Mas não. Neste caso é a apatia. Uma forma de estar quieto e afastado de tudo o que a vida tem para oferecer. As boas e as más ofertas.

 

Com efeito, a apatia é uma defesa do organismo. Um apático está física e mentalmente diminuído. E é por isso que se esconde. A tristeza e a insegurança devem ser de grau muito alto. Para além do superlativo. Senão não tinham causado danos tão elevados. Física e mentalmente diminuído é como se sente o apático de quem Estou a sublinhar o estado. Um apático não está indiferente. Só muitíssimo cansado. Tanto, que já não sente a tristeza e muitas inseguranças lhe passam ao lado.

APATIA


Cat2007

04.03.13

Alguém me disse que se sentia essencialmente apático. Sem saber explicar muito bem as causas, sendo que tinha razões sólidas e respeitáveis para estar triste e inseguro. As quais me expôs. Pensei que a tristeza e a insegurança tinham outra consequência. A angústia. Neste caso, a angústia no superlativo. Mas não. Neste caso é a apatia. Uma forma de estar quieto e afastado de tudo o que a vida tem para oferecer. As boas e as más ofertas.

 

Com efeito, a apatia é uma defesa do organismo. Um apático está física e mentalmente diminuído. E é por isso que se esconde. A tristeza e a insegurança devem ser de grau muito alto. Para além do superlativo. Senão não tinham causado danos tão elevados. Física e mentalmente diminuído é como se sente o apático que falou comigo sobre o assunto. Estou a sublinhar o estado. Um apático não está indiferente. Só muitíssimo cansado. Tanto, que já não sente a tristeza e muitas inseguranças lhe passam ao lado.

 

Quem está muito próximo do limite do cansaço físico e mental tem que ter cuidado. Tem que ficar apático. Porque, de outro modo, pode ceder. E ceder até pode ser partir para um outro estágio e não retornar. Não estou a falar de morte. Pode ser um esgotamento clínico. Pode ser o buraco. Ou um buraco qualquer. O organismo reconhece um buraco quando o vê ao longe. Por isso pára de caminhar. De ir na sua direção. Pára e fica exatamente onde está. Não muda de rumo. Nem volta para trás. Fica ali. Deitado. À espera. Que as forças retornem aos poucos. Testando devagarinho as pernas, os braços, a capacidade de atenção e a forma de respirar.

 

Acredito que um dia a apatia passa. Porque o descanso, a espera, vai dar frutos. Estou a contar com isso. Alguém me disse que se sentia essencialmente apático. O que eu não consigo acreditar que dure por demasiado tempo. Como se vê pelas razões expostas.

 

stats

What I Am

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.