Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

A FELICIDADE


Cat2007

10.06.20

 

8 pinturas que aliviarán tu corazón roto - Arte - Arte

 

O passado é muito importante porque o nosso património atual, o que temos, é algo que se acumulou com o tempo que foi lá atrás, se aproximou de hoje e chegou mesmo ao dia de ontem, que foi terça-feira.

Estou a falar concretamente da aquisição de um acervo emocional – daquelas emoções estruturais e estruturantes que sustentam e determinam a personalidade atual e, portanto, a vida.

Quando há certas músicas que não deixámos de ouvir (não é esta ou aquela, mas toda uma banda sonora) respeitantes a certos planos do passado, relativas a determinadas estórias da nossa história, então é porque os acontecimentos não foram perfeitamente compreendidos, interiorizados e sintetizados e, por isso, estamos "parados no tempo".

Em síntese, o nosso passado é o conjunto dos nossos factos históricos, dos eventos relevantes da nossa vida. Aqueles que lhe aconteceram e a alteraram, modificando-nos por consequência também. De maneira que o tempo desenrola-se, passando por nós. Nós que, se conseguirmos integrar a dor, a alegria e a saudade, evoluímos no sentido da paz com o espírito, da aceitação pessoal plena, ou seja, da felicidade.

 

ESTÓRIAS


Cat2007

09.09.19

Resultado de imagem para andar a pé

 

Cada pessoa é física e emocionalmente o produto de uma estória. A da sua vida até ao preciso momento em que se encontra no presente. Acontecimentos. Experiências. Construções. E o individuo tem de se concentrar em continuar a fazer, a agir, a pensar agora. Para acrescentar mais qualquer coisa a essa estória. Nestes termos, não compreendo quando, por vezes, me dizem para “esquecer o passado”. Como assim? Não creio que seja recomendável que uma pessoa se esqueça de quem é. Para o bem e para o mal.

 

AS NOSSAS CENAS


Cat2007

26.10.18

Resultado de imagem para boca de cena teatro

 

Residem algumas coisas no nosso passado que podiam ter corrido de forma diferente, talvez melhor. Esta é a primeira ideia que se tem quando se olha para trás, pensando nesta ou naquela situação mais marcante. Mas, na verdade, não é verdade. As coisas correm da maneira que as respetivas de condicionantes de cada momento determinam: nós e os outros, enquanto atores, no estado específico em que nos encontramos, bem como os diversos contextos envolventes, enquanto palcos e bocas das nossas cenas nas horas em que as levamos à cena.

 

stats

What I Am

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.