Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

CAFÉ EXPRESSO

"A minha frase favorita é a minha quando me sai bem"

À DEFESA


Cat2007

22.02.19

Resultado de imagem para Á DEFESA

 

Todos nós, uns mais do que outros, aprendemos a desenvolver uma atitude defensiva em relação aos demais. Claro que isto tem a ver com os calos que vamos colecionando no rabo à medida que vamos vivendo e pessoas vão passando por nós e/ou em nós.

 

Mas isto sucede porque as pessoas em geral são más? Não. As pessoas em geral são precisamente… defensivas. Ou seja, as pessoas defendem os seus espaços de conforto característicos e os códigos de conduta contextualizados por tais espaços. Assim, o que vem com outras cores, outros sons, outras temperaturas e outras texturas não é aceitável.

 

O QUARTO DOS OUTROS


Cat2007

08.08.18

 

Resultado de imagem para opinadores

 

Quando uma relação deixa de ser afetada pelo bom senso, pela boa-fé, pelo bem-querer e pelo crer deixa de existir. Poder até ressuscitar. Mas no momento em que tal acontece está simplesmente catatónica. Ponto.

 

Sucede que é precisamente neste ponto que aparecem os opinadores externos, os maiores intrometidos, os ouvintes da boa vontade. Vêm dar o seu ponto de vista.

 

Ora, uma pessoa como deve ser não opina sobre o que não sabe, nem pode saber. Uma pessoa de bem não se mete no quarto de dormir dos outros. E se é procurada para essas fainas, dispensa-se com toda a delicadeza, mostrando a humildade de quem não sabe o que não pode saber. Ninguém normal da moral se deixa usar ou usa para justificar o fim de uma relação que não é a sua.

 

PONTES


Cat2007

10.07.17

Resultado de imagem para pontes

 

Nunca me interessei pelo Bridge por ser demasiado sério. Aquilo não é um jogo é uma função. É preciso compreender que existem espaços e momentos da vida em que podemos ser "meias tintas" e não há mal nenhum nisso.  Não é possível jogar/não jogar Bridge. Portanto, para mim o melhor é não jogar. Não é que eu não goste do jogo em si. Do Bridge. Claro que gosto. Dá é muito trabalho. Dá tanto trabalho, que a maior parte dos jogadores recebe dinheiro pela sua prestação. Quando ganha, claro. Mas eu gosto de pontes (bridges). Uma ponte é sempre uma ligação. Uma possibilidade de ir e voltar. De conhecer. De trazer. De levar. Em princípio, as pontes proporcionam vistas bonitas pelo caminho. Também é uma bela qualidade. Uma ponte é uma esperança de chegar. De visitar. De compreender. É uma oportunidade de dar.

 

RELAÇÕES ESTÁVEIS


Cat2007

09.03.17

Resultado de imagem para sofá de pallet

 

É capaz de ser verdade que a primavera veio para ficar. Com este sol, ando cheia de energia. Num contentamento libertário que me faz abstrair das obrigações profissionais e desejar fugir para a praia do Casablanca para jantar acompanhada ainda de dia. Por isso mesmo, procrastinei. Mas hoje, como já não era possível persistir, deitei mão à obra e fiz um parecer de 16 páginas (60 pontos e 13 conclusões). Acredito que está ótimo. Pronto.

 

Quando era pequena achava, como é do senso coletivo, que um dia haveria de me casar. Porém, cresci e pus de parte tal ideia. E com essa ideia de parte fui atravessando várias relações. Algumas que hoje representariam divórcios se os respetivos casamentos se tivessem dado. Falo de relações duradouras em que o casal viveu em economia comum. Se a expressão divorciada não significasse a separação entre duas pessoas que se casaram, eu diria que já me divorciei três vezes. Portanto, sintetizando, eu, tendo vivido em condições análogas às dos cônjuges, nunca me casei.

 

E atualmente acontece-me o mesmo. Vivo em condições análogas às dos cônjuges. Porém, não sou casada. O que, não obstante, pode vir, desta vez, a suceder.

 

Posto o que fica escrito, quem ler pode achar que eu tenho tendência para estar em relações duradouras. E pensa bem. No entanto, devo dizer, esclarecendo, que as relações longas podem não ser estáveis. A minha primeira relação de viver, por exemplo, era muito instável porque a pessoa bebia e estava sempre a arranjar problemas com toda a gente. As relações instáveis, se duram, são extremamente perniciosas para o nosso bem-estar emocional. Isto pelas razões óbvias, as quais me escuso de estar aqui a enumerar por precisamente serem óbvias. Já a minha relação atual já dura há algum tempo e é estável. O que muda muita coisa em mim.

 

stats

What I Am

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub